FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA EPT: UM TEMA URGENTE E EMERGENTE PARA PESQUISA

  • Vera Lúcia Bueno Fartes
  • Adriana Paula Quixabeira R. e S. Oliveira Santos
  • Maria de Cássia Passos Brandão Gonçalves

Resumo

A pesquisa apresenta reflexões sobre o papel social, ético e político dos professores da Educação Profissional e Tecnológica – EPT – que, por um lado, necessitam de conhecimentos técnico-científicos constantemente renovados na sociedade contemporânea, e, por outro, precisam assumir responsabilidades inerentes à ação docente e formadora de que estão investidos. Quais as possibilidades de superação de um modelo de educação fundado na instrumentalidade do conhecimento e, por outro, que valorize a experiência e os saberes compartilhados numa perspectiva ética e de autonomia dos sujeitos? Essa questão de fundo, que se coloca aos docentes da EPT, orienta as reflexões que as autoras realizam neste ensaio. Os argumentos são desenvolvidos mediante dois eixos teóricos: o primeiro discute o conceito de experiência e de autonomia docentes, com aporte teórico em Dewey, Dubet e Habermas; o segundo eixo aborda a noção de profissionalidade docente como uma acepção formativa e sua base de reflexão é Tardif. Conclui propondo um olhar que possibilite o diálogo entre os saberes formais e os saberes da experiência construídos nas interações entre os sujeitos.
Publicado
2014-08-01
Seção
Artigos