Identificação da meso e macrofauna edáfica na Reserva Estância São Luiz e uma área sob o cultivo de palma forrageira (Nopalea cochenillifera)

  • Maria Cidinaria Silva Alves Universidade Federal de Pernambuco - UFPE
  • Delma Holanda de Almeida Universidade Estadual de Alagoas

Resumo

A macrofauna é fundamental no funcionamento do ecossistema, principalmente na ciclagem da matéria orgânica. Objetivou-se nesta pesquisa descreverne comparar a meso e macrofauna edáfica numa área preservada e numa área sob cultivo de palma forrageira. O estudo foi realizado numa plantação de palma(Nopalea cochenillifera) e  na  Reserva Estância São Luiz-RPPN  em Santana do Ipanema-AL. Para avaliação da mesofauna, utilizou-se anéis para coleta do solo, posteriormente colocados no extrator Berlese-Tullgren por 96 horas. Na avaliação da macrofauna, utilizou-se armadilhas Provid contendo 200ml de uma solução de detergente(5%)+álcool(70%), sendo enterradas com os bordos das aberturas ao nível da superfície do solo, permanecendo 96 horas. Quantitativamente foi mensurado o número total de organismos e qualitativamente, a diversidade. Na macrofauna observou-se um total de 7.120 insetos, em 20 famílias e 10 ordens, destacando-se as ordens: Hymenoptera>Diptera e as famílias: Formicidae>Sarcophagidae. A Reserva apresentou maior Diversidade(H’), Dominância(Ds) e Equitabilidade(J”) que a área de plantio, apontando a fragilidade do solo às ações antrópicas. Na avaliação da mesofauna foram encontradas 62 indivíduos e destacaram-se as ordens Acarina e Collembola.

Publicado
2020-07-05
Como Citar
Alves, M. C. S., & Almeida, D. H. de. (2020). Identificação da meso e macrofauna edáfica na Reserva Estância São Luiz e uma área sob o cultivo de palma forrageira (Nopalea cochenillifera). Diversitas Journal, 5(3), 1671-1690. https://doi.org/10.17648/diversitas-journal-v5i3-954