Análise do caramujo Biomphalaria glabrata (Say, 1818) e identificação de áreas infectadas na lagoa do Retiro, Junqueiro/AL

  • José Danilo da Silva Uneal
  • Crislanny Melo de Oliveira Universidade Estadual de Alagoas
  • João Marcos de Assis Rozendo Universidade Estadual de Alagoas
  • Juliana Ferreira dos Santos Universidade Estadual de Alagoas
  • Cicera Maria Alencar do Nascimento Centro Universitário Cesmac
  • Mabel Alencar do Nascimento Rocha Universidade Estadual de Alagoas; Universidade Federal de Alagoas

Resumo

RESUMO: A esquistossomose mansônica, provocada pelo helminto Schistosoma mansoni, é um grave problema de saúde pública. Endêmica em aproximadamente 76 países, no Brasil estima que 8 milhões de pessoas estejam infectadas. O parasito tem como hospedeiros intermediários moluscos do gênero Biomphalaria, a infecção ocorre através do contato do homem com águas contendo estes moluscos infectados eliminando a forma larval do parasito. Desta forma, objetivou-se estudar três áreas da lagoa do Retiro nos meses de fevereiro, julho e outubro de 2018 afim de descobrir quais locais possui caramujos B. glabrata infectados. Os moluscos foram coletados com auxílio de uma peneira e acondicionados em um recipiente de plástico e transferidos para o laboratório multidisciplinar da Universidade Estadual de Alagoas-UNEAL Campus I. Os caramujos foram isolados em placa de petri contendo cerca de 10ml de água desclorada e expostos a lâmpada incandescente de 40 W. Uma vez não confirmação a positividade os caramujos eram reexpostos após 7, 15 e 30 dias, descartando-os após este período. Das três áreas analisadas durante o período de 2018 apenas uma área apresentou positiva, totalizando oito caramujos infectados. Contudo, comprovar que a lagoa se encontra infectada traz um alerta ao setor público afim de conscientizar a população sobre os riscos envolvidos ao tomar banho neste local.

PALAVRAS-CHAVE: Espécie hospedeira. Esquistossomose mansônica, hospedeiros intermediários, importância epidemiológica.

Publicado
2020-04-07
Como Citar
Silva, J. D. da, Oliveira, C. M. de, Rozendo, J. M. de A., Santos, J. F. dos, Nascimento, C. M. A. do, & Rocha, M. A. do N. (2020). Análise do caramujo Biomphalaria glabrata (Say, 1818) e identificação de áreas infectadas na lagoa do Retiro, Junqueiro/AL. Diversitas Journal, 5(2), 851-859. https://doi.org/10.17648/diversitas-journal-v5i2-871