Entre a racionalidade parnasiana e o misticismo simbolista: uma análise de Musa Impassível I, de Francisca Júlia

  • Eliene Farias da Silva Universidade Estadual de Alagoas-UNEAL
  • Eliane Bezerra da Silva Universidade Estadual de Alagoas

Resumo

Este artigo discute as influências parnasiana e simbolista no poema Musa Impassível I, de Francisca Júlia (1874 -1920). O percurso teórico-metodológico partiu da pesquisa bibliográfica e da abordagem qualitativa apoiada em leituras e reflexões de autores como Almeida (2009), Candido & Castello (2007), entre outros. Com base no conteúdo abordado, concluiu-se que a influência parnasiana reside desde o aspecto formal do soneto – o ideal por excelência dos parnasianos – até os aspectos temáticos do poema, tendo em vista que o soneto em estudo aborda conceitos e regras para o próprio fazer poético. Já a influência simbolista, do mesmo modo que acontece com a parnasiana, também pôde ser evidenciada na temática do soneto, todavia com algumas divergências, tendo em vista que a abordagem realizada pela autora não se limita aos requisitos formais dos procedimentos poéticos. Muito pelo contrário, a poetisa mescla diversos temas, a exemplo da fé e da história de personagens da narrativa bíblica. Além disso, na construção simbolista, ficou evidente a preferência por tons claros, como se pôde perceber na escolha do adjetivo “cândido”.

Biografia do Autor

Eliane Bezerra da Silva, Universidade Estadual de Alagoas

Doutoranda em Ciências da Educação pela Universidade Autônoma de Assunção - UAA. Mestra em Letras área de concentração em Literatura Brasileira pela Universidade Federal de Alagoas - UFAL. Especialista em Literatura Brasileira pela Universidade Federal da Paraíba - UFPB e Graduada em Letras pela Universidade Estadual de Alagoas - UNEAL. É Professora Assistente da Universidade Estadual de Alagoas, Campus I, Arapiraca, Alagoas; atuando tanto na Graduação em Letras quanto na Especialização em Linguagem.

Publicado
2019-10-03
Como Citar
Silva, E. F. da, & Silva, E. B. da. (2019). Entre a racionalidade parnasiana e o misticismo simbolista: uma análise de Musa Impassível I, de Francisca Júlia. Diversitas Journal, 4(3), 1037-1052. https://doi.org/10.17648/diversitas-journal-v4i3.852