Avaliação da eficiência reprodutiva de Crotalaria stipularia (Desv.) em um fragmento de Floresta Atlântica, Pernambuco, Brasil.

  • Karine de Matos Costa Universidade Federal Rural de Pernambuco
  • Janilo Italo Melo Dantas Universidade Federal Rural de Pernambuco
  • Bruna Yvila Melo Santos Estudante de Pós-graduação em Botânica (Doutorado); UFRPE; Recife, Pernambuco;
  • Diego Nathan do Nascimento Souza Universidade do Estado do Rio Grande do Norte
  • Ana Virgínia de Lima Leite Universidade Federal Rural de Pernambuco
  • Elisangela Lucia de Santana Bezerra Universidade Federal Rural de Pernambuco

Resumo

RESUMO: Plantas com flores de quilha possuem pétalas que envolvem os apêndices reprodutivos, protegendo os grãos de pólen destinados à reprodução e oferecem néctar como recurso. Essas flores representam a síndrome de melitofilia, pois restringem a polinização a determinados grupos de abelhas com a finalidade de aumentar o fitness reprodutivo. Objetivou-se avaliar a eficiência reprodutiva de Crotalaria stipularia em um fragmento de Floresta Atlântica através de dados reprodutivos da espécie. Foi analisada a eficiência reprodutiva, considerando deposição polínica em flores, viabilidade dos grãos de pólen, razão pólen óvulo (P/O) através de contagem em estereomicroscópio, semente/ óvulo (S/O) e grãos coespecíficos /óvulo (GCO/O) de Crotalaria stipularia, espécie zigormorfa e com quilha bilabiada. Sendo grãos coespespecíficos (GCO) considerados pertencentes a espécie e interespecíficos (GIN), não pertencentes a espécie. As coletas ocorreram em fragmento de Floresta Atlântica, localizado no município de Paulista, Pernambuco. A espécie apresentou maior deposição polínica de grãos coespecíficos 3044, bem como razão P/O 411, S/O 0,99 e GCO/O 86,9. Com base nos resultados deste estudo, a espécie foi considerada xenógama facultativa e eficiente reprodutivamente. A espécie também apresentou heteranteria, anteras com morfologia distintas, o que assegura a reprodução economizando pólen que não é principal recurso, por proporcionar a deposição polínica em diferentes locais no polinizador. É reconhecida a necessidade de estudos que verifiquem a frequência dos polinizadores e produção de sementes para diferentes síndromes de polinização, porém este trabalho contribui satisfatoriamente para a compreensão de características reprodutivas desta espécie.

PALAVRAS-CHAVE: Heteranteria, Quilha, Polinização.

Biografia do Autor

Karine de Matos Costa, Universidade Federal Rural de Pernambuco
Estudante de pós-graduação em Botânica (Mestrado); Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE); Recife, Pernambuco;
Janilo Italo Melo Dantas, Universidade Federal Rural de Pernambuco
Estudante de Pós-graduação em Botânica (Mestrado) UFRPE ; Recife, Pernambuco; 
Bruna Yvila Melo Santos, Estudante de Pós-graduação em Botânica (Doutorado); UFRPE; Recife, Pernambuco;
Estudante de Pós-graduação em Botânica (Doutorado); UFRPE; Recife, Pernambuco; 
Diego Nathan do Nascimento Souza, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte
Professor adjunto do Departamento de Biologia, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte; Mossoró, Rio Grande do Norte;
Ana Virgínia de Lima Leite, Universidade Federal Rural de Pernambuco
Professora adjunta do Departamento de Biologia, UFRPE, Recife, Pernambuco;
Elisangela Lucia de Santana Bezerra, Universidade Federal Rural de Pernambuco
Professora associada do Departamento de Biologia, UFRPE, Recife, Pernambuco;

Referências

AGUIAR, B. A. S.; SANTOS , E. S. S.; MASRUA, M. L. A.; DE OLIVEIRA, M. D. C. P.; LOPES, A. V. F.; DE SOUSA, G. M. Biologia floral e reprodutiva de Cenostigma ma crophyllumTul.(Fabaceae) no Parque Zoobotânico de Teresina, Piauí. Journalof Environmental Analysisand Progress, v. 1, n. 1, p. 84-95, 2016.

ALEMÁN, M.; FIGUEROA-FLEMING, T.; ETCHEVERRY, Á.; SÜHRING, S.; ORTEGA-BAES, P. The explosive pollination mechanism in Papilionoideae (Leguminosae): an analysis with three Desmodium species. Plant. Syst. Evol, v. 300, n. 1, p. 186-177, 2013.

AMARAL NETO, L. P. D. Forma e funcionamento das flores com quilha invertida em Faboidae e interações comportamentais com abelhas visitantes. 2011. Dissertação de doutorado - Departamento de Ciências Biológicas, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2011.

BARRETO, A. A.; FREITAS, L. Atributos florais em um sistema de polinização especializado: Calathea cylindrica (Roscoe) K. Schum. (Marantaceae) e abelhas Euglossini. Revista Brasileira de Botânica, v. 30, n. 3, p. 421-431, 2007.

BEZERRA, T. M. O.; FELICIANO, A. L. P.; ALVES, Â. G. C. Percepção ambiental de alunos e professores do entorno da Estação Ecológica de Caetés–Região Metropolitana do Recife-PE. Biotemas, v. 21, n. 1, p. 147-160, 2008.

BIONDO, E.; BATTISTIN, A. Comparação da eficiência de diferentes corantes na estimativa da viabilidade de grãos de pólen em espécies dos gêneros Eriosema (DC.) G. Don e Rhynchosia Lour (Leguminosae-Faboideae), nativas na região sul do Brasil. Bioikos, v. 15, n. 1, 2012.

BRITO, V. L. G. D.; PINHEIRO, M.; SAZIMA, M. Sophora tomentosa e Crotalaria vitellina (Fabaceae): biologia reprodutiva e interações com abelhas na restinga de Ubatuba, São Paulo. Biota Neotropica, v.10, n.1, p. 185-192, 2010.

CAMPBELL, D. R. Pollinator shifts and the origin and loss of plant species. Annals of the Missouri Botanical Garden, v. 95, n. 2, p. 264-274, 2008.

COSTA, F. O.; DE LIMA, D. C. R.; SILVA, A. L. G. Biologia reprodutiva de Vatairea macrocarpa (Benth.) Ducke (Fabaceae–Faboideae) em uma área de Cerrado no município de Chapadinha, MA, Brasil. Heringeriana, v. 8, n. 1, p. 1-19, 2014.

CRUDEN, R. W. Pollen ovule ratios: a conservative indicator of breeding systems in flowering plants. Evolution, v. 31, n. 1, p. 32-46, 1977.

DAFNI, A.; KEVAN, P. G.; HUSBAND, B. C. Practical pollination biology. Cambridge: Enviroquest Ltd. 2005.

ETCHEVERRY, A. V. Floral biology and pollination in Crotalaria stipularia (Fabaceae: Papilionoideae). In: VIII International Symposium on Pollination-Pollination: Integrator of Crops and Native Plant Systems 561. Anais: DOI.10.17660/ActaHortic.2001.561.52, 2000.

ETCHEVERRY, A. V.; Alemán, M. M.; Figueroa Fleming, T.; López Spahr, D.; Gómez, C. A.; Yanez, C.; FIQUEROA-CASTRO, D. M. ; ORTEGA-BAES, P. Pollen: ovule ratio and its relationship with other floral traits in Papilionoideae (Leguminosae): an evaluation with Argentine species. Plant Biology, v. 14, n. 1, p. 171-178, 2011.

EVERT, R. F. EICHHORN, S. E. Raven. Biologia Vegetal. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan. 2014.

FERREIRA, Q. I. X.; DE ARAÚJO, F. P. Economia de pólen favorecida pela heteranteria em Desmocelis villosa (Melastomataceae). Rodriguésia, v. 67, n. 2, 2016.

FLEMING, T. F.; ETCHEVERRY, Á.V. Comparing the efficiency of pollination mechanisms in Papilionoideae. Arthropod-Plant Interactions, v. 11, n. 3, p. 273-283, 2017.

FRANCO, A. L. M. Ecologia da polinização e biologia reprodutiva de sete espécies de Phaseoleae (Fabaceae). 1995.Tese de doutorado - Departamento de Ciências Biológicas, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1995.

FREITAS, L.; WOLOWSKI, M.; SIGILIANO, M. I. Ocorrência de limitação polínica em plantas de Mata Atlântica. Oecologia Australis, v. 14, n. 1, p. 251-265, 2010.

GARCIA, J. M.; KAWAKITA, K.; MIOTTO, S. T. S.; DE SOUZA, M. O. C. gênero Crotalaria L. (Leguminosae, Faboideae, Crotalarieae) na Planície de Inundação do Alto Rio Paraná, Brasil. Revista Brasileira de Biociências, v. 11, n. 2, 2013.

GUEDES, R. S.; QUIRINO, Z. G. M.; GONÇALVES, E. P. Fenologia reprodutiva e biologia da polinização de Canavalia brasiliensis Mart. exBenth (Fabaceae). Biotemas, v. 22, n. 1, p. 27-37, 2009.

JUTZI, S. C.; NOSBERGER, J. Seed production and growth of the tropical pasture legume Zornia latifolia accession CIAT 728. Tropical grasslands, v. 18, p. 138-148, 1984.

LE ROUX, M. M.; VAN WYK, B. E. (2012).The systematic value of flower structure in Crotalaria and related genera of the tribe Crotalarieae (Fabaceae). Flora, v. 207, n. 6, p. 414-426, 2012.

MEIRELES, A. C.; QUEIROZ, J. A.; QUIRINO, Z. G. M. Mecanismo explosivo de polinização de Periandra mediterrânea (Vell.) Taub. (Fabaceae) na Reserva Biológica de Guaribas, Paraíba, Brasil. Biotemas, v.28, n. 4, p. 71-81, 2015.

MITCHELL, R. J., FLANAGAN, R. J., BROWN, B. J., WASER, N. M., e KARRON, J. D. New frontiers in competition for pollination. Annals of botany, v. 103, n. 9, p. 1403-1413, 2009.

MÜLLER, A. Convergent evolution of morphological specializations in Central European bee and honey wasp species as an adaptation to the uptake of pollen from nototribic flowers (Hymenoptera, Apoidea and Massaridae). Biological Journal of the Linnean Society, v. 57, n. 3, p. 235 – 252, 1996.

NOGUEIRA, E. M. L., DE ARRUDA, V. L. V. Fenologia reprodutiva, polinização e sistema reprodutivo de Sophora tomentosa L.(Leguminosae–Papilionoideae) em restinga da praia da Joaquina, Florianópolis, sul do Brasil. Biotemas, v. 19, n. 2, p. 29-36, 2006.

OLIVEIRA, M. I. B.; SIGRIST, M. R. Fenologia reprodutiva, polinização e reprodução de Dipteryx alata Vogel (Leguminosae-Papilionoideae) em Mato Grosso do Sul, Brasil. Revista Brasil. Bot., v.31, n.2, p.195-207, 2008.

PESSOA, L. M.; PINHEIRO, T. S., ALVES, M. C. J. L., PIMENTEL, R. M. M.; ZICKEL, C. S. Flora lenhosa em um fragmento urbano de floresta atlântica em Pernambuco. Revista de Geografia, v. 26, n. 3, p. 247-262, 2009.

RECH A. R.; AVILA JUNIOR. R. S, S; CHLINDWEIN C. Síndromes de polinização: especialização e generalização. In: RECH A. R.; AGOSTINI, K.; OLIVEIRA, P. E.; MACHADO, I. C. (Org.). Biologia da Polinização. Rio de Janeiro: Projeto Cultural. 2014.

RUÍZ, H. C.; DE CEQUEA, D. D.; IMERY, J. Cytogenetic Analysis of Five Crotalaria Species (Papilionaceae). Boletíndel Centro de Investigaciones Biológicas, v. 43, n. 1, 2009.

RUÍZ, H. C.; DE CEQUEA, D. D.; IMERY, J.. Cytogenetic Analysis of Five Crotalaria Species (Papilionaceae). Boletíndel Centro de Investigaciones Biológicas, v. 43, n. 1, 2009 apud LAWRENCE, G. H. M. Taxonomy of vascular plants. New York: Macmillan Publishing Co. 1951.

WESTERKAMP, C.; CLAßEN-BOCKHOFF, R. Bilabiate flowers: the ultimate response to bees?.Annals of Botany, v. 100, n. 2, p. 361-374, 2007.

WESTERKAMP, C. Flores e abelhas na disputa. Ciência hoje, v. 34, n. 203, p. 66-68, 2004.

WESTERKAMP, C. Keel blossoms: Bee flowers with adaptations against bees. Flora, v. 192, n. 2, p.125-132, 1997.

Publicado
2020-04-06
Como Citar
Costa, K. de M., Dantas, J. I. M., Santos, B. Y. M., Souza, D. N. do N., Leite, A. V. de L., & Bezerra, E. L. de S. (2020). Avaliação da eficiência reprodutiva de Crotalaria stipularia (Desv.) em um fragmento de Floresta Atlântica, Pernambuco, Brasil. Diversitas Journal, 5(2), 763-774. https://doi.org/10.17648/diversitas-journal-v5i2-717