A seca 2012-2015: os impactos na produção de feijão

Resumo

RESUMO: A seca é um desastre natural, que pode causar grandes prejuízos no âmbito econômico e social. No Brasil, atinge principalmente a região do Semiárido do Nordeste, prejudicando as atividades agrícolas e a pecuária, acarretando em problemas como a desnutrição, fome, morte e o êxodo. O presente estudo teve por objetivo analisar a influência da última seca registrada entre os anos de 2012 e 2015 na produção do feijão comum (Phaseolus vulgaris L.) no município de São João/Pernambuco, localizado na região do Semiárido do Nordeste brasileiro. Foi realizado um levantamento exploratório, do período de 2007 a 2017, relacionado aos índices pluviométricos e produtividade do feijão, utilizando bases de dados da APAC, IPA e IBGE. A partir dos dados obtidos foi possível verificar que a seca afetou consideravelmente a atividade agrícola relacionada a cultura do feijão, que em grande maioria, é realizada em condições de sequeiro, ou seja, depende exclusivamente da água das chuvas.

PALAVRAS-CHAVE: Estiagem, Pluviosidade, Phaseolus vulgaris.

Publicado
2021-05-20
Como Citar
Silva, R. N. da, Souza, W. M. de, Sales Filho, R., Andrade, H. M. L. da S., & Andrade, L. P. de. (2021). A seca 2012-2015: os impactos na produção de feijão. Diversitas Journal, 6(2), 1841-1852. https://doi.org/10.17648/diversitas-journal-v6i2-1797

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##