Implantação do Programa de Bolsas de Iniciação à Docência em escolas do campo e quilombolas no estado do Tocantins-Brasil

Resumo

RESUMO: A Educação do Campo, pensada a partir dos diversos territórios rurais do país, exige uma forma de entender esses espaços e pensá-los de maneira particular e, ao mesmo tempo, inseridos num contexto social mais amplo. O Estado do Tocantins, Brasil, é um exemplo da complexidade de povos que compõem este país, sendo formado por populações urbanas, rurais, indígenas, ribeirinhas e remanescentes de quilombos. Tal fato, torna desafiadora a Educação formal, ofertada em instituições próprias de ensino. Nesse sentido, o objetivo geral deste relato de caso é o de apresentar a experiência na Formação de Professores do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência-Pibid, Núcleo da Licenciatura em Educação do Campo – Linguagens, Artes Visuais e Música, da Universidade Federal do Tocantins-UFT, campus Professor Dr. Sérgio Jacintho Leonor, o qual busca formar professores para as Escolas do Campo e de Educação Escolar Quilombola, entre agosto de 2018 e janeiro de 2020, num total de 18 meses. O Núcleo foi composto por 3 escolas rurais, sendo 2 situadas em áreas remanescentes de quilombos, 24 alunos bolsistas, 6 alunos voluntários, 3 supervisores, sendo um para cada escola atendida e uma Coordenadora de Área. As escolas participantes, todas situadas no meio rural dos municípios de Arraias e Paranã, foram selecionadas com a perspectiva de contribuir para formação de profissionais com uma visão de Escola do Campo e suas diversas potencialidades, conscientes de que tais escolas têm peculiaridades e precisam ser pensadas a partir de si mesmas. Metodologicamente, o Programa utilizou-se de planejamentos mensais, na Universidade e semanais, nas escolas campo, para que, a partir da organização e opções de ações e atividades, fossem implementadas as melhores práticas para o avanço processual da aprendizagem dos alunos e preparo para a docência dos Licenciandos. Essas intervenções foram registradas em diários de bordo e portfólios, que serviram para reflexões sobre os resultados esperados e os obtidos, possibilitando correções e continuidades ao longo do processo. A experiência do Programa mostrou que é possível criar um vínculo de colaboração constante entre Universidade e escolas de Educação Básica na formação de licenciandos, inseridos, desde os semestres iniciais da Licenciatura, no contexto múltiplo, dinâmico e desafiador de atuação futura destes profissionais, ou seja, a Educação e, preferencialmente, a Educação do Campo e Quilombola.

PALAVRAS-CHAVE: Formação de Professores, Educação do Campo e Quilombola, Interdisciplinaridade.

Biografia do Autor

Suze Silva Sales, Universidade Federal do Tocantins

Professora Adjunta; Universidade Federal do Tocantins – UFT; Arraias, Tocantins.

Publicado
2020-10-28
Como Citar
Sales, S. S. (2020). Implantação do Programa de Bolsas de Iniciação à Docência em escolas do campo e quilombolas no estado do Tocantins-Brasil. Diversitas Journal, 5(4), 3309-3322. https://doi.org/10.17648/diversitas-journal-v5i4-1519
Seção
Dossiê Tem. - PIBID e formação docente: políticas públicas e práticas educativas