Multiletramentos no PIBID de Letras da Universidade Federal do Tocantins: caminhando para práticas sociais inovadoras

Resumo

RESUMO: O Pibid 2018-2020 previa a participação de discentes dos semestres iniciais dos cursos de licenciatura na escola pública. Procuramos no Pibid do curso de Letras da Universidade Federal do Tocantins, no campus de Porto Nacional, promover o contato dos licenciandos iniciantes com os documentos reguladores do ensino básico, especialmente na área de linguagens, mais especificamente em língua Portuguesa e em Língua Inglesa [LDBN (BRASIL, 2017), PCNs (BRASIL, 1998), BNCC (BRASIL, 2017)], bem como com o trabalho com gêneros discursivos através de sequências didáticas (DOLZ; NOVERRAZ; SCHNEUWLY, 2004) e com os multiletramentos (COPE; KALANTZIS, 2012) conforme previsto na BNCC (BRASIL, 2017). Trabalhar práticas de leitura e escrita multimodais aliadas às tecnologias digitais torna-se fundamental na formação de cidadãos críticos preparados para aprender continuamente e para lidar com as transformações nas relações com o mundo e com a aprendizagem. Nosso projeto buscou desenvolver SDs em ciclos de quatro oficinas de duas horas e meia cada no ensino fundamental no município. Os Pibidianos, divididos em grupos de três a cinco,  realizaram trabalho colaborativo e transdisciplinar atendendo até 10 estudantes na apropriação de leitura e escrita de diversos gêneros: paródias musicais e visuais, memes, poemas sociais, charges, tirinhas, letras de música, blogs jornalísticos, histórias em quadrinhos gráficas e em ambientes digitais, bem como gêneros discursivos canônicos, como memórias literárias e crônicas. Notamos certa resistência dos participantes do programa, tanto de supervisores, docentes experientes, como também de pibidianos, alunos em início de curso superior, ao utilizar recursos de leitura e produção de escrita digital implantados no PIBID. Por outro lado, encontramos receptividade dos alunos nas escolas quanto maior fosse a multimodalidade e criticidade das atividades propostas. Todo o grupo envolvido observou o impacto social de seu trabalho de ensino-aprendizagem e seu aprimoramento como docentes em formação, a despeito das dificuldades pessoais iniciais e da carência de recursos nas escolas (ventiladores, lanche, computadores, conexão wifi entre outros materiais).

PALAVRAS-CHAVE: Formação de professores, Ensino-aprendizagem de línguas, Sequências didáticas.

Biografia do Autor

Rafael Lisboa da Silva, Universidade Federal do Tocantins

Licenciando bolsista CAPES-Pibid; Curso de Letras - Língua Portuguesa; Universidade Federal do Tocantins (UFT); Porto Nacional, Tocantins; BRAZIL.

Publicado
2020-10-28
Como Citar
Capuchinho, A. C., & Silva, R. L. da. (2020). Multiletramentos no PIBID de Letras da Universidade Federal do Tocantins: caminhando para práticas sociais inovadoras. Diversitas Journal, 5(4), 3352-3377. https://doi.org/10.17648/diversitas-journal-v5i4-1517
Seção
Dossiê Tem. - PIBID e formação docente: políticas públicas e práticas educativas