Amostragem de vespas solitárias em diferentes dispositivos artificiais em policultivos, Alagoas – AL

Resumo

RESUMO: As vespas são insetos reguladores naturais de diversas pragas em cultivos agrícolas, possuindo papel biológico como importantes bioindicadores da qualidade do ambiente. Objetivou-se conhecer populações de vespas solitárias em diferentes dispositivos artificiais em policultivos na região do Agreste do Estado de Alagoas. O estudo concentrou-se em três áreas: Área I – frutíferas e cultivo de fumo (Craíbas – AL); Área II – Viveiro de mudas; Área III – Frutíferas, cultivo de fumo e mata secundária (capoeira), estas duas últimas áreas no município de Arapiraca – AL. Foram instaladas 45 armadilhas (15 armadilhas/Área) distribuídos em diferentes dispositivos e diâmetros: Papel ‘kraft’(5, 7, 9 e 10 mm); Papel  cartolina preta (9 mm) e Bambu (3 mm). As amostras foram encaminhadas ao Laboratório de Biologia da UFAL/Campus de Arapiraca-AL para a quantificação e identificação do material. Um total de 29 ninhos foi ocupado (Ni = 105 indivíduos) foi registrado e com elevada taxa de ocupação para área III (1,89%; Ni = 17), registrando apenas duas espécies de vespas: Trypoxylon sp. (74,3%; Ni = 78) da família Crabonidae e Pachodynerus cf. serrulatus (25,7%; Ni = 27), revelando maior preferência de nidificação em ninhos tipo ‘kraft’ nos diâmetros 5 e 7 mm, respectivamente. Na análise do teste qui-quadrado (χ2) com associação existente entre o número de ninhos ocupados e taxa de nidificação para as três áreas estudadas, apresentou uma diferença altamente significativa (<0,0001) na área III, demonstrando maior disponibilidade de recursos para o forrageamento das espécies. Por outro lado, o número reduzido de espécies de vespas nas amostragens pode estar relacionado com o impacto de defensivos químicos e práticas agrícolas, prejudicando os sítios de nidificação, além de prejudicar outros polinizadores locais. Essas informações são relevantes, e um alerta aos produtores locais com o uso moderado de agrotóxicos, conscientizando-os à conservação e qualidade ambiental nas áreas.

PALAVRAS-CHAVE: Vespoidea, Nidificação, Agroecossistemas  

Biografia do Autor

Vanessa da Silva Salustiano, Universidade Federal de Alagoas - UFAL

Graduanda em Licenciatura em Ciências Biológicas
UFAL, campus Arapiraca-AL

Daniela Firmino da Silva, Universidade Federal de Alagoas - UFAL

Graduanda em Licenciatura em Ciências Biológicas

UFAL, campus Arapiraca-AL

Isamara Santos Tavares, Universidade Federal de Alagoas - UFAL

Graduanda em Licenciatura em Ciências Biológicas
UFAL, campus Arapiraca-AL

Amanda dos Santos Curto, Universidade Federal de Alagoas - UFAL

Graduanda em Licenciatura em Ciências Biológicas
UFAL, campus Arapiraca-AL

Juliana de Araújo Silva, Universidade Federal de Alagoas - UFAL

Graduanda em Licenciatura em Ciências Biológicas
UFAL, campus Arapiraca-AL

Cynthia Maria de Lyra Neves, Universidade Federal de Alagoas - UFAL

Bióloga/Pesquisador

Publicado
2021-01-27
Como Citar
Salustiano, V. da S., Silva, D. F. da, Tavares, I. S., Curto, A. dos S., Silva, J. de A., & Neves, C. M. de L. (2021). Amostragem de vespas solitárias em diferentes dispositivos artificiais em policultivos, Alagoas – AL. Diversitas Journal, 6(1), 411-420. https://doi.org/10.17648/diversitas-journal-v6i1-1459