Concordância verbal no português brasileiro em Maceió/AL, Brasil

  • Alan Jardel de Oliveira Universidade Federal de Alagoas
  • Dariana Nunes dos Santos

Resumo

RESUMO: Neste artigo analisamos a concordância verbal no português brasileiro falado na zona urbana de Maceió/AL, tomando como base os pressupostos teóricos e metodológicos da Teoria Sociolinguística Variacionista, de William Labov (2008 [1972]) com o objetivo de descrever e analisar o padrão de concordância dos falantes maceioenses. Para tanto, utilizamos dados do projeto Portal – Variação Linguística no Português Alagoano, com entrevistas gravadas e transcritas ortograficamente de 36 colaboradores, homens e mulheres de três faixas etárias e três níveis de escolaridade. Foram selecionadas como variáveis sociais ‘gênero’, ‘faixa etária’ e ‘escolaridade’; e como variáveis linguísticas ‘posição do sujeito em relação ao verbo’, ‘elementos intervenientes entre sujeito e verbo’ e ‘natureza do sujeito’. Concluímos que a concordância verbal em Maceió é diretamente proporcional à escolaridade e que há interação entre as variáveis gênero e faixa etária. Do ponto de vista linguístico, o processo é favorecido pela 1ª pessoa do plural e desfavorecido pela 3ª pessoa do plural. As variáveis ‘posição do sujeito’ e ‘elementos intervenientes’ não foram estatisticamente significativas.

PALAVRAS-CHAVE: variação linguística, sintaxe, variedade alagoana.

Biografia do Autor

Alan Jardel de Oliveira, Universidade Federal de Alagoas

Professor adjunto da Universidade Federal de Alagoas (UFAL).

Publicado
2020-10-28
Como Citar
Oliveira, A. J. de, & Santos, D. N. dos. (2020). Concordância verbal no português brasileiro em Maceió/AL, Brasil. Diversitas Journal, 5(4), 3180-3195. https://doi.org/10.17648/diversitas-journal-v5i4-1377