EJA/PROEJA entre nós e laços: recorte do memorial formativo do curso de especialização em EJA/PROEJA do IFRN

Resumo

RESUMO: Este trabalho é uma pesquisa qualitativa com base em leituras científicas e na experiência de formação no Curso de Especialização em Práticas Assertivas em Didática e Gestão da Educação Profissional Integrada à Educação de Jovens e Adultos – EJA/PROEJA no ano de 2020, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte. Neste artigo caminharemos pela reflexão das especificidades da EJA e PROEJA, além de apontar os caminhos e experiências obtidas pelo curso de especialização do IFRN, pensando também sobre a atuação docente no âmbito da EJA. Por se tratar do recorte de um memorial formativo, este trabalho tem um caráter reflexivo e mais direcionado para o relato da formação lato sensu em EJA/PROEJA e para as experiências profissionais pertinentens ao alargamento do entendimento da modalidade EJA de educação. Para pensar sobre a formação do curso de pós-graduação em EJA/PROEJA e na experiência docente elucida-se ao longo deste trabalho alguns postulados teóricos que servem de embasamento e fundamentação. Como principal postulado teórico elucidamos os documentos base da EJA/PROEJA nas bases de estudo brasileiro intitulado com o nome Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos (2007). Recomenda-se a leitura deste trabalho para a área de educação relacionada à EJA/PROEJA ou a qualquer interessado em aprender mais sobre este público, modalidade de educaçao ou programa e conclui-se, além de outras afirmações, que a EJA/PROEJA é uma modalidade de ensino que requer uma atenção particular devido as suas especificidades.

PALAVRAS-CHAVE: EJA.PROEJA.IFRN.

Publicado
2021-01-31
Como Citar
Barbosa, R. C., & Melo, M. A. V. de. (2021). EJA/PROEJA entre nós e laços: recorte do memorial formativo do curso de especialização em EJA/PROEJA do IFRN. Diversitas Journal, 6(1), 1478-1498. https://doi.org/10.17648/diversitas-journal-v6i1-1328