Características fitoquímicas e capacidade antioxidante de Tabebuia caraíba (Caraibeira)

Resumo

RESUMO: A utilização de plantas para fins medicinais acompanha o ser humano desde os primeiros séculos, sua utilização por muito tempo representou a única fonte de material medicinal. Nativa do bioma Caatinga, a Tabebuia caraíba é popularmente utilizada por sua ação expectorante e antitérmica. Assim, o presente trabalho tem o objetivo de analisar a composição fitoquímica de extratos da espécie, bem como sua atividade antioxidante (métodos DPPH e ABTS). Foi possível obter dados sobre as características químicas de três partes (galhos, folhas e tronco) da espécie, sendo observada a presença de flavonoides, catequinas, antocianidinas, triterpenóides, esteroide, fenóis, taninos, leucoantocinidinas em seus extratos. Na análise de antocianinas, as folhas obtiveram o maior resultado, 5,040 mg/100g da amostra avaliada. Já na quantificação de taninos, observou-se maior resultado para folhas, com um teor de 1506 ppm. Na captura do radical DPPH, obteve-se melhor capacidade para o extrato aquoso da casca, com CI50 de 112,50 ppm. Para captura de radical ABTS, o extrato da casca em etanol alcançou o resultado de 739,64 µM trolox/g, um valor alto comparado a outros trabalhos que utilizaram esta metodologia. O uso de duas metodologias se mostrou eficaz quando, nenhum extrato hexânico apresentou atividade para a metodologia de DPPH, já para a metodologia de ABTS, foi possível detectar atividade desses mesmos extratos. Os testes realizados apresentaram resultados importantes para desenvolvimento dos estudos na área de pesquisa em questão.

PALAVRAS-CHAVE: Plantas medicinais, antioxidantes, antocianinas.

Publicado
2021-05-30
Como Citar
Alves, L. A., Linhares, L. G., Câmara, L. M. A., Linhares, M. G., Oliveira, J. C. G. de, & Lima, D. F. de. (2021). Características fitoquímicas e capacidade antioxidante de Tabebuia caraíba (Caraibeira). Diversitas Journal, 6(2), 2270-2284. https://doi.org/10.17648/diversitas-journal-v6i2-1317