Deficiência de vitamina A em crianças brasileiras: uma revisão sistemática da literatura

Resumo

RESUMO: Introdução: A deficiência de vitamina A (DVA) é considerada um problema de saúde pública em muitos países em desenvolvimento, como o Brasil, acometendo principalmente a população infantil. Objetivo: Revisar os artigos que abordavam a hipovitaminose A em crianças pré-escolares no Brasil nos anos seguintes a implementação do “Programa Vitamina A Mais”. Procedimentos metodológicos: Foi realizada uma revisão sistemática de artigos de delineamento transversal, publicados no período de janeiro de 2005 a abril 2020, nas bases de dados eletrônicas SciELO, MedLine e LILACS. A estratégia de busca incluiu os seguintes descritores em português: “deficiência de vitamina A”, “criança” e “Brasil” (e seus respectivos correspondentes nos idiomas inglês e espanhol). Resultados: Foram identificados 183 artigos, dos quais 15 foram incluídos. O percentual de crianças com DVA variou de 7,0% a 45,4%. A prevalência média ponderada de DVA pelos respectivos tamanhos amostrais foi de 20,6%. Os principais fatores associados à ocorrência de DVA englobaram aspectos relacionados à criança (menor idade, sexo masculino, baixo peso ao nascer, elevadas concentrações de proteína C-reativa, baixas concentrações de ferritina e de hemoglobina, e baixo consumo de proteína), fatores maternos (menor idade materna, baixo peso e baixa concentração de hemoglobina), e fatores socioeconômicos e ambientais desfavoráveis. Conclusão: Estudos apontam a DVA como um problema de saúde pública grave em crianças brasileiras menores de cinco anos, mesmo após a implementação do Programa Nacional de Suplementação de Vitamina A.

PALAVRAS-CHAVE: Nutrição da Criança, Deficiência de Vitamina A, Brasil.  

Publicado
2021-01-28
Como Citar
Reis, I. A. R., Sales, A. F. G., Vasconcelos, I. G., de Souza, I. L. L., Barbosa, L. de A., & Sales, M. C. (2021). Deficiência de vitamina A em crianças brasileiras: uma revisão sistemática da literatura. Diversitas Journal, 6(1), 634-661. https://doi.org/10.17648/diversitas-journal-v6i1-1301