Ocorrência de fungos na água e areia de praias urbanas

  • Jayane Omena de Oliveira Universidade Federal de Alagoas
  • Igor Michel Ramos dos Santos
  • Davi Porfírio da Silva
  • Rodrigo José Nunes Calumby
  • Rossana Teotônio de Farias Moreira
  • Maria Anilda dos Santos Araújo

Resumo

RESUMO: As praias da cidade de Maceió, conhecidas mundialmente por suas belezas naturais, atraem turistas de todo o mundo. Entretanto, dejetos orgânicos são lançados diretamente nas areias e águas, favorecendo a proliferação fúngica. O objetivo deste estudo foi investigar a ocorrência de fungos na água e areia de duas praias da região metropolitana de Maceió - Alagoas, identificandoa presença de agentes patogênicos e potencialmente patogênicos para o homem.Foram coletadas 20 amostras de água do mar e 20 amostras de areia, em pontos escolhidos aleatoriamente, no período da manhã, durante a maré baixa. De cada amostra da água, retirou-se 1 mL que foi cultivado em placas de Petri contendo Ágar Sabouraud Dextrose (ASD) acrescido de cloranfenicol. Para o isolamento de fungos da areia, utilizou-se a técnica de suspensão de solo. A identificação dos fungos foi realizada por meio da associação dos aspectos macroscópicos e microscópicas da cultura, utilizando-se microcultivo. Como resultados, foram obtidas310 Unidades Formadoras de Colônias (UFC) nas duas praias, das quais 290 UFC (94%) pertenciam a fungos filamentosos e 20 UFC (6%) a leveduriformes. A maior ocorrência de fungos foi registrada nas amostras de areia (163 UFC) em comparação com a água (147UFC). Observou-se uma maior prevalência de Aspergillussp. (20,1%), seguido por Mycelia sterilia (13,4%) e Bipolaris sp. (12,2%). Uma ampla variedade de fungos desencadeadores de infecções e processos alérgicos foram identificados, evidenciando a necessidade de monitoramento contínuo e a implantação de uma política educacional ambiental.

PALAVRAS-CHAVE: Saneamento de praias, Micoses, Contaminação ambiental.

Publicado
2020-10-27
Como Citar
Oliveira, J. O. de, Santos, I. M. R. dos, Silva, D. P. da, Calumby, R. J. N., Moreira, R. T. de F., & Araújo, M. A. dos S. (2020). Ocorrência de fungos na água e areia de praias urbanas. Diversitas Journal, 5(4), 2779-2791. https://doi.org/10.17648/diversitas-journal-v5i4-1255