Redes cômicas: uma abordagem sobre como pesquisar o humor na internet e as reverberações subliminares em torno do meme

  • Victor Hugo Nicacio Ferreira UFAL
  • João Vicente Ribeiro Barroso da Costa Lima

Resumo

O presente artigo busca analisar o Meme como forma frequente de comunicação em rede, através de uma análise teórica, procura formular uma metodologia com auxílio de Norbert Elias e Giddens para traçar pistas de como abordar esse tema. Com isso, problematizamos as noções de consciência, redes de interdependência, história, relações de poder, figurações e as regras do jogo. Expandimos e lançamos mão de uma compreensão metodológica tanto interacional, visualizando os jogos que estamos inseridos, como uma perspectiva sobre os diferentes processos históricos, sociais que nos limitam, constrangem, normatizam, naturalizam, e sublimam dentro da experiência humana. Aqui destacamos os efeitos do neoliberalismo para as relações humanas. Para tal empreitada construímos uma metodologia que possibilite a união entre uma perspectiva micro e macro/interacional e estrutural e seja a ponte para a compreensão da própria constituição das redes, portanto, sua substância. Sua relação com o humor, particularmente aqui os memes inseridos na figuração da Web 2.0 compõem circuitos em diversas redes, que, por sua vez, sublimam a crise da democracia liberal e do sistema neoliberal num empoderamento por vias virtuais e através do meme.

Publicado
2020-07-08
Como Citar
Ferreira, V. H. N., & Lima, J. V. R. B. da C. (2020). Redes cômicas: uma abordagem sobre como pesquisar o humor na internet e as reverberações subliminares em torno do meme. Diversitas Journal, 5(3), 2237-2262. https://doi.org/10.17648/diversitas-journal-v5i3-1203
Seção
Dossiê Temático - Teorias da Sociedade em Rede