Museu de usos e costumes em Palmeira dos Índios, Alagoas, Brasil: sobreposição de culturas, negação de identidades

Resumo

A cidade de Palmeira dos Índios tem na história de sua formação a presença dos Povos Indígenas Xucurus-Kariris e os Negros da Tabacaria. O artigo objetiva questionar a desinstalação da Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos e a instalação do Museu de usos e costumes na cidade de Palmeira dos Índios no referido espaço físico. Recuperar  essas discussão  é uma oportunidade de se pensar o quanto determinados equipamentos que fazem parte do patrimônio físico da cidade não representam em sua essência as diferentes subjetividade que fazem parte do lugar, sendo portanto ilegítimos na sua origem, pois, entende-se que  um Museu de Costumes deve representar o cotidiano das diferentes grupos sociais que compõe a cidade, e deve surgir de forma a devolver aos habitantes a verdadeira história do lugar, sendo um compromisso social, onde  possamos sinalizar condições de possibilidades de um habitar mais democrático.

Biografia do Autor

Maria Ester Ferreira da Silva Viegas, UFAL

Maria Ester Ferreira da Silva Viegas has a licentiate degree in Geography by Universidade Federal de Alagoas (1985), a master degree in Geography by Universidade Federal de Sergipe (2004) and a doctorate degree in Geography also by Universidade Federal de Sergipe (2010) on the following topic: Ordaining and Planning of Territory. She is currently a Professor adjunto in Universidade Federal de Alagoas – CAMPUS ARAPIRACA. She has experience in Geography, with emphasis in Human Geography, acting mainly in the following topics: Historical Geography, Northeast Region of Brazil, Indigenous and Quilombola people, evaluation, land, territory, lands demarcation, urbanization. She is also the LETUR (Laboratório de Estudos do Território – Laboratory of Territory Studies) group coordinator and a collaborator in the research group Q-ARA (Grupo de Extensão e Pesquisa Qualidade do Ambiente – Group of Extension and Research on Environment Quality). At the moment she is also a post-doc intern in Universidade de Aveiro in the department of Social Sciences, Politics and Territory. Currently a member of the research group Governance, Competitiveness and
Public Policy (GOVCOPP) the University of Aveiro

Odair Barbosa de Moraes, UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS - UFAL - CAMPUS DELMIRO GOUVEIA

Professor da Universidade Federal de Alagoas/Campus Delmiro Gouveia na área de estudos Construção Civil (2009 - atual) e do Programa de Pos-Graduação em Arquitetura e Urbanismo/Campus Maceio (2011-2019). Possui graduação em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Alagoas (1997), mestrado em Engenharia Ambiental Urbana pela Universidade Federal da Bahia (2002) e doutorado em Engenharia Civil pela Universidade de São Paulo (2008). Tem experiência na área de Planejamento Urbano e Regional, com ênfase em Estudos da Habitação, atuando principalmente nos seguintes temas: habitação popular, urbanização de favelas, desenvolvimento urbano sustentável, tecnologias sociais, métodos de avaliação, Avaliação Pós-Ocupação, modelagem de dados e lógica Fuzzy. 

Publicado
2020-07-05
Como Citar
Viegas, M. E. F. da S., & Moraes, O. B. de. (2020). Museu de usos e costumes em Palmeira dos Índios, Alagoas, Brasil: sobreposição de culturas, negação de identidades. Diversitas Journal, 5(3), 1898-1923. https://doi.org/10.17648/diversitas-journal-v5i3-1183
Seção
Ciências Humanas e Sociais Aplicadas