Bacterial biofilm production and water stress resistance by rhizobacteria associated to sugarcane (Saccharum officinarum) Linnaeus (POACEAE)

Resumo

RESUMO: A restrição hídrica é um fator limitante na produção agrícola. Algumas rizobactérias, que vivem em simbiose com a planta, são capazes de beneficiar o crescimento da planta. Entre as habilidades dos micro-organismos está a capacidade de sobreviver em ambientes extremos, como o estresse hídrico, além de possuir a capacidade de produção de biofilme. O objetivo deste estudo foi avaliar o potencial de quatro isolados bacterianos da rizosfera da cana-de-açúcar de resistência à restrição hídrica e produção de biofilme. Foi realizado um ensaio qualitativo e outro quantitativo para a produção de biofilme. O ensaio qualitativo foi baseado em colorimetria com cristal violeta. O teste qualitativo foi desenvolvido pela razão colorimétrica datécnica do cristal violeta na densidade óptica a 540 nm. O teste de crescimento bacteriano em baixa atividade de água foi desenvolvido inoculando os isolados bacterianos no meio de cultura TSA (10%) suplementado com sorbitol (405 gL-1) a 28 °C, produzindo o valor Aw correspondente de 0,919. Todas as cepas foram capazes de produzir biofilmes em ambos os testes, porém o isolado Bacillus subtilis foi mais eficaz, com a maior taxa de produção de biofilme. Todos os isolados também foram qualificados no meio de cultura em crescimento com baixa atividade de água.

PALAVRAS-CHAVE: proteção de plantas, rrizobactéria, promoção de crescimento em plantas, simbiose.

Biografia do Autor

Yamina Montaldo, Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal de Alagoas

Bacharel em Zootecnia pela Universidade Federal de Alagoas (2009), Doutora em Biotecnologia pela Rede do Nordeste de Biotecnologia (RENORBIO) em 2016. Pesquisadora com ênfase em Microbiologia Geral e Aplicada. Áreas de atuação em Microbiologia geral e Biotecnologia geral. Tem experiência nas área de Zootecnia e Agronomia. Microbiologia e Biotecnologia de Alimento. Microbiologia e Bioquímica do solo. Pós doutorado em produção animal pela Universidade Federal de Alagoas. Professora voluntária de Microbiologia Geral e Micologia nos cursos de Agroecologia, agronomia e Engenharia Florestal na Universidade Federal de Alagoas.

Tania Marta Carvalho dos Santos, Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal de Alagoas

Graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Alagoas (1983), mestrado em Agronomia (Microbiologia Agrícola) pela Universidade de São Paulo (1988) e doutorado em Ciências Biológicas (Microbiologia Aplicada) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1992). Atualmente é professor Associado IV da Universidade Federal de Alagoas onde exerceu o cargo de coordenadora do curso de Graduação em Agronomia(2001-2008). Foi Coordenadora do curso de Mestrado em Agronomia (Produção Vegetal) da Universidade Federalde Alagoas (1999-2001). Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Microbiologia Agrícola, atuando principalmente nos seguintes temas: microbiologia e bioquímica do solo, ecologia microrganismos e microbiologia de alimentos.

Crísea Cristina Nascimento de Cristo, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Alagoas, Campus Murici

Ensino Profissional de nível técnico em Agroecologia pelo Instituto Federal de Alagoas, Brasil(2016)
Técnica de Laboratório / Agroecologia do Instituto Federal de Alagoas - Campus Murici , Brasil

Cícero Eduardo Ramalho Neto, Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal de Alagoas

Orientador de Doutorado e de Pós-doutorado (Programa PNPD-CAPES) - Pos-Doutorado em Genética Molecular/Proteômica/Bioinformática/Universidade de Exeter, UK - Doutorado em Biologia Molecular / Biotecnologia pela Universidade de Londres/Escola de Medicina Básica e Ciências da Saúde (1995). Atualmente é Professor Associado 4 da Universidade Federal de Alagoas. Atua na área de Biologia Geral, especificamente Biologia Molecular, Biotecnologia, Bioinformática, PCR, DNA recombinante, PFGE, Transgenia, DNA sequencing, Microbiologia Aplicada, Genômica e Proteômica e Inovação Tecnológica. Atualmente desenvolve protocolos e kits alternativos para diagnóstico molecular (DNA/RNA) de vírus, bactérias e fungos filamentosos. Participa da Rede Nacional de Sequenciamento de DNA - Projeto Genoma Brasileiro e da Rede Nacional de Proteoma (Ministério da Ciência e Tecnologia/FINEP/FAPEAL). Consultor da Empresa DNATEST Lab no Programa PAPPE (FINEP/FAPEAL). Coordena o Laboratorio de Genetica Molecular, Genomica e Proteomica-GEMPRO. Coordena o Laboratório de Bioinformática da UFAL. Recentemente concluiu Pos-Doc na Universidade de Exeter, UK, (Biotecnologia/Genética Molecular/Proteomica) 2006-2008. Consultor Ad-Hoc do CNPq. Orientador de PIBITI (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação-CNPq); Consultor Ad-Hoc da CAPES.

Publicado
2021-05-28
Como Citar
Montaldo, Y., Santos, T. M. C. dos, Silva, J. M. da, Cristo, C. C. N. de, & Ramalho Neto, C. E. (2021). Bacterial biofilm production and water stress resistance by rhizobacteria associated to sugarcane (Saccharum officinarum) Linnaeus (POACEAE). Diversitas Journal, 6(2), 1899-1909. https://doi.org/10.17648/diversitas-journal-v6i2-1179

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##