Deslizamento de encostas urbanas: consequências e implicações sociais, ambientais e políticas, em Viçosa/AL, Brasil

  • Everson de Oliveira Santos Universidade Federal de Alagoas
  • Nivaneide Alves de Melo Falcão Universidade Federal de Alagoas
  • João Victor Alves de Lima Universidade Federal de Alagoas

Resumo

RESUMO: O presente estudo trata de uma problemática bem comum em áreas urbanas e que evoluiu ao longo dos anos, isto é, a degradação ambiental ocasionada pelo processo de ocupação em ambientes com alta suscetibilidade de movimentos de massa. Na referida pesquisa os riscos são verificados com maior ênfase nas encostas localizadas em áreas urbanas, mais especificamente na área antes ocupada pela antiga comunidade Espinhaço da Gata no município de Viçosa – Alagoas. No ano de 2010, foi realizada uma verificação em campo para avaliar a evolução do deslizamento na encosta supracitada, bem como o levantamento de material iconográfico, cartográfico, imagens de satélite e entrevistas com os moradores desabrigados. O movimento de massa se agravou devido uma obra realizada em um trecho da ferrovia que passa na base da encosta, isto sem um conhecimento prévio da área, no que se referem à geomorfologia, tipos de solos, cobertura vegetal e práticas inadequadas na recuperação da instabilidade da encosta, provocando assim o rompimento de estabilidade do terreno. Após nove anos da ocorrência do fenômeno, este artigo traz uma atualização da situação social, ambiental e política, e, neste sentido, possibilita um debate acerca do papel do poder público no que se refere ao gerenciamento de áreas de riscos.

PALAVRAS-CHAVE: Área de risco, Urbano, Poder Público.

Publicado
2020-07-05
Como Citar
Santos, E. de O., Falcão, N. A. de M., & Lima, J. V. A. de. (2020). Deslizamento de encostas urbanas: consequências e implicações sociais, ambientais e políticas, em Viçosa/AL, Brasil. Diversitas Journal, 5(3), 1859-1886. https://doi.org/10.17648/diversitas-journal-v5i3-1176
Seção
Ciências Humanas e Sociais Aplicadas