Assistência Técnica e Extensão Rural: estratégias territoriais de fomento à produção apícola de base familiar no sertão alagoano

  • João Rafael Gomes de Morais PPGCS/UFCG

Resumo

RESUMO: A política agrícola brasileira possui um conjunto de mecanismos para realização de seus objetivos. Em relação a contratação dos serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) o governo federal e os governos estaduais publicam as Chamadas Públicas de Projetos (CPPs) para convocação e contratação de entidades governamentais e não-governamentais. Dentro deste contexto, o presente artigo tem o objetivo de relatar o processo de elaboração do projeto territorial de fomento à produção apícola no Território de Batalha (AL) empreendido pelo Instituto HABITAR, em parceria com a UNEAL, para submissão ao Edital FUNDECI 02/2019 – Desenvolvimento Territorial publicado pelo Banco do Nordeste do Brasil (BNB). A pesquisa se apoiou em procedimentos metodológicos qualitativos, como a análise documental, levantamento bibliográfico e entrevistas semiestruturadas. Espera-se que a presente pesquisa contribua para o enriquecimento dos debates relacionados ao fomento da apicultura no semiárido nordestino, por outro lado, o estudo também almeja ser uma ferramenta de aproximação por parte dos estudantes das ciências sociais e de agrárias no universo dos projetos de ATER.

PALAVRAS-CHAVE: Extensão Rural, Apicultura Familiar, Semiárido.

Publicado
2020-10-28
Como Citar
Morais, J. R. G. de. (2020). Assistência Técnica e Extensão Rural: estratégias territoriais de fomento à produção apícola de base familiar no sertão alagoano. Diversitas Journal, 5(4), 3059-3080. https://doi.org/10.17648/diversitas-journal-v5i4-1161
Seção
Economia, Administração e Desenvolvimento Rural