Salubridade ambiental do bairro Poeira, Marechal Deodoro/AL, Brasil

  • José Aparecido da Silva Gama Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Alagoas (IFAL)
  • Ricardo Santos de Almeida Universidade Federal de Alagoas, Universidade Aberta do Brasil http://orcid.org/0000-0003-1266-2557

Resumo

RESUMO: O uso e a ocupação do espaço geográfico brasileiro na contemporaneidade requerem um planejamento eficaz para proporcionar a população bem-estar social minimamente aceitável a sua sobrevivência. O crescimento das cidades, nas últimas décadas ocorre de modo acelerado, intenso e desordenado evidenciando como resultado do processo de adensamento populacional a ineficácia dos serviços públicos de saneamento básico. Portanto, com este estudo analítico e quali-quantitativo objetivou-se identificar por meio da coleta de dados informações referentes às condições em que se encontram sanitariamente a população para apontarmos soluções para melhoria das condições em que estes se encontram, ou seja, a salubridade ambiental no bairro Poeira, município Marechal Deodoro/AL. Neste sentido, este estudo consubstancia-se em Dias (2003) no que se refere a salubridade ambiental bem como alicerça-se em indicadores sanitários adaptados por Gama (2013) tratados, tabulados e processados para classificarmos e destacarmos ações do poder público contribuindo assim para melhorias do planejamento urbano minimizando os problemas causados pelos 76% dos domicílios do bairro pesquisado despejando efluentes líquidos nos corpos hídricos como a Laguna Manguaba, e 24% destinam os dejetos para as foças rudimentares e ruas, apontados nesta pesquisa.

PALAVRAS-CHAVE: Qualidade de vida, Saneamento básico, Planejamento urbano.

Biografia do Autor

José Aparecido da Silva Gama, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Alagoas (IFAL)

Possui graduação em Geografia Licenciatura pela Universidade Federal de Alagoas (1999) e Bacharelado em Geografia pela Universidade Federal de Alagoas (2000) e Mestrado em Recursos Hídricos e Saneamento pela UFAL (2013) Atualmente é dedicação exclusiva do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Alagoas (IFAL). Tem experiência Docente na área de Geografia com ênfase em Recursos Naturais e Meio Ambiente. Atua também como professor da EaD no Curso de Ciências Biológicas do IFAL, ministrando a disciplina Elementos de Geologia.

Ricardo Santos de Almeida, Universidade Federal de Alagoas, Universidade Aberta do Brasil

Mestre em Geografia pela Universidade Federal de Sergipe. Desenvolve atividades de pesquisa vinculadas as temáticas relacionadas ao agronegócio, território e territorialidades, e processos de ensino-aprendizagem em Geografia e Educação no Campo. Professor da rede pública municipal de Porto Calvo/AL e Professor da Educação Básica Técnica e Tecnológica Substituto de Geografia no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Alagoas Campus Marechal Deodoro. Professor-Bolsista (não caracteriza vínculo com serviço público) no curso Geografia Licenciatura EaD na Universidade Federal de Alagoas/Universidade Aberta do Brasil (UFAL-UAB) sendo também responsável pela diagramação, layout e finalização dos livros das disciplinas do curso. Vinculado ao Núcleo de Estudos Agrários e Dinâmicas Territoriais (NUAGRÁRIO-IGDEMA-UFAL) desde 2009, ao Grupo de Estudos e Pesquisa em Análise Regional (GEPAR-UFAL) e ao Geoprocessamento e a Cartografia no Ensino de Geografia (GCEG-UFAL) desde 2016.

Publicado
2020-04-09
Como Citar
Gama, J. A. da S., & Almeida, R. S. de. (2020). Salubridade ambiental do bairro Poeira, Marechal Deodoro/AL, Brasil. Diversitas Journal, 5(2), 1029-1041. https://doi.org/10.17648/diversitas-journal-v5i2-1152
Seção
Ciências Humanas e Sociais Aplicadas