Avaliação bioquímica e fisiológica em tomateiro (Solanum lycopersicum L.) submetida ao indutor de resistência acibenzolar-s-metil

  • Leandro Dias de Lima Universidade Federal Rural de Pernambuco
  • Jorge Marcos Peniche Barbosa Universidade Estadual do Norte Fluminense
  • Maria do Bom Conselho Lacerda Medeiros Universidade Federal Rural da Amazônia
  • Marcos de Oliveira Universidade Federal Rural de Pernambuco
  • Josabete Salgueiro Bezerra de Carvalho Universidade Federal Rural de Pernambuco
  • Keila Aparecida Moreira Universidade Federal Rural de Pernambuco

Resumo

RESUMO: A utilização de indutores de resistência ao estresse hídrico em plantas vem sendo estudados como uma importante ferramenta para o aumento de produtividade em culturas agrícolas. O tomate, Solanum lycopersicum L., tem grande relevância dentre as hortaliças, tanto no âmbito econômico, quanto no social, pelo seu grande volume de produção e geração de empregos. O objetivo do presente estudo foi avaliar a eficácia da aplicação do indutor de resistência acibenzolar-S-metil (ASM) sobre a produção de tomate submetido a estresse hídrico em solos esterilizados e não-esterilizados. O experimento foi conduzido em delineamento experimental inteiramente casualizado com seis repetições e três períodos de aplicação do indutor de resistência, sendo os tratamentos: T1: solo não esterilizado; T2: solo não esterilizado + ASM; T3: solo não esterilizado +ASM + adubo orgânico (Vinhaça); T4: solo não esterilizado + adubo orgânico; T5: solo esterilizado; T6: solo esterilizado + ASM; T7: solo esterilizado + ASM + adubo orgânico e T8: solo esterilizado + adubo orgânico. Avaliou-se a condutância estomática, índice de clorofila a, b e total ,  massa fresca da parte aérea (MFPA), massa seca da parte aérea (MSPA), altura, diâmetro do caule e a  atividade enzimática da β-1,3-glucanase, peroxidase (POX), polifenoloxidase (PFO) e fenilalanina amônia liase (FAL). O ASM interferiu nos parâmetros fisiológicos e bioquímicos do tomate. A combinação entre indutor de resistência e adubo orgânico afetou os componentes de produção do tomateiro. O efeito do indutor de resistência incrementou a produção de massa fresca, seca, taxa fotossintética e condutância estomática e atividade enzimática por planta de tomate. De acordo com os resultados obtidos, é possível observar que o indutor ASM auxilia na resistência sistêmica das plantas ao estresse hídrico, ativando a atividade enzimática da peroxidase, polifenoloxidase, fenilalanina amônia liase e β-1,3-glucanase das plantas de tomate.

PALAVRAS-CHAVES: Resistência Induzida, Controle Alternativo, Parâmetros Bioquímicos.

Publicado
2020-10-26
Como Citar
Lima, L. D. de, Barbosa, J. M. P., Medeiros, M. do B. C. L., Oliveira, M. de, Carvalho, J. S. B. de, & Moreira, K. A. (2020). Avaliação bioquímica e fisiológica em tomateiro (Solanum lycopersicum L.) submetida ao indutor de resistência acibenzolar-s-metil. Diversitas Journal, 5(4), 2374-2393. https://doi.org/10.17648/diversitas-journal-v5i4-1149