Um assentamento na Caatinga: lugar, representações e identidades

  • Fernando de Souza Cruz Universidade Federal de Sergipe
  • Claudivan Santos Guimarães Universidade Federal de Sergipe

Resumo

RESUMO: Lugar de inspiração para diversas vertentes da cultura popular, a região conhecida como sertão nos remete a representações que por vezes focam em características específicas, que ganham aspectos de generalização de comunidades e identidades diversas: tristeza, penúria, sofrimento, secura, escassez e tantas outras surgem como intrínsecas aos sertanejos e das sertanejas. Mirando o sertanejo do Alto Sertão de Sergipe, que vive no Assentamento Florestan Fernandes, buscaremos especificar em alguns pontos dessa localidade e a presença humana, tendo como foco uma possibilidade de definição no conceito de Lugar referenciados em SANTOS (2008) com ênfase para os seres humanos, para então compreender de que maneira as Identidades pensadas a partir de TÍLIO (2009) se reconfiguram de forma constante e dialética na caatinga de Sergipe.

PALAVRAS-CHAVE: Território, Sertanejo, Memórias.

Biografia do Autor

Fernando de Souza Cruz, Universidade Federal de Sergipe

Pesquisador; Universidade Federal de Sergipe-UFS; São Cristovão, Sergipe.

Claudivan Santos Guimarães, Universidade Federal de Sergipe

Pesquisador; Universidade Federal de Sergipe-UFS; São Cristovão, Sergipe.

Publicado
2020-04-09
Como Citar
Cruz, F. de S., & Guimarães, C. S. (2020). Um assentamento na Caatinga: lugar, representações e identidades. Diversitas Journal, 5(2), 1411-1427. https://doi.org/10.17648/diversitas-journal-v5i2-1132
Seção
Dossiê Temático - História oral e territorialidades sertanejas