Contaminação parasitológica de areias e solos dos parques públicos da Cidade de Caruaru/PE

  • Patrícia Laiz de Lira Barbosa Centro Universitário Maurício de Nassau
  • Giani Maria Cavalcante Instituto de Tecnologia de Pernambuco

Resumo

RESUMO: Praças e parques públicos, em geral, são reservatórios de excretas animais, principalmente cães e gatos, sendo considerados importantes locais de transmissão de zoonoses. Este estudo teve como objetivo avaliar a ocorrência de organismos parasitos nos solos dos parques públicos em Caruaru, Pernambuco, Brasil. Quatro praças públicas foram selecionadas e cinco amostras foram coletadas de cada uma delas, totalizando 20 amostras. Os métodos utilizados foram: o método de Willis-Mollay, o método de Faust e colaboradores e o método de sedimentação. A análise do material processado mostrou que das 20 amostras coletadas: 15 (75%) foram positivas para parasitas, das quais 65% apresentaram Ancylostoma sp. 20% apresentaram Toxocara sp; e 10% apresentaram Isospora sp. Em 5% das amostras não foram identificadas formas parasitárias. Portanto, pode-se concluir que o solo de caixas de areia de praças públicas em Caruaru, Pernambuco, Brasil, está infectado com organismos parasitas que podem causar doenças em humanos.

PALAVRAS-CHAVES: Praças públicas. Solo. Zoonose.

Publicado
2020-10-27
Como Citar
Barbosa, P. L. de L., & Cavalcante, G. M. (2020). Contaminação parasitológica de areias e solos dos parques públicos da Cidade de Caruaru/PE. Diversitas Journal, 5(4), 2725-2734. https://doi.org/10.17648/diversitas-journal-v5i4-1115