Saberes e fazeres gastronômico de mulheres de comunidades rurais do semiárido sergipano

  • Juliano Silva Lima Instituto Federal de Sergipe
  • Leila de Fátima Melo Santos Instituto Federal de Sergipe
  • Geovana Tabachi Silva Universidade Federal Fluminense

Resumo

RESUMO: O repertório gastronômico é considerado como patrimônio cultural por sua importância imaterial e encontra-se inserido na memória coletiva dos diferentes grupos sociais. Esse conjunto de saberes e fazeres ligados à subsistência e à sobrevivência do diferentes grupos sociais garante o sentimento de identidade não só no campo histórico, como também no campo simbólico. O objetivo desse estudo foi registrar o repertório gastronômico, identificando quais são as receitas e condimentos tradicionais que melhor expressam os saberes do sertão do estado de Sergipe. Os dados são resultantes da observação participante no “modo de fazer” das comidas, análise dos cadernos manuscritos de receitas e entrevistas semiestruturadas aplicados às mulheres oriundas de comunidades rurais do município de Nossa Senhora da Glória, Sergipe. Nossos dados indicam que o repertório gastronômico sertanejo se baseia em diferentes tipos de alimentos a base de leite, mandioca, milho, ovos e açúcar, tendo a doçaria como principal estímulo para as diferentes sensações dos sentidos e das memórias afetiva gastronômica. Nossos dados ainda apontam que os principais condimentos utilizados na culinária sertaneja são o sal, cominho, pimenta e coentro e que o intercambio de ingredientes e técnicas têm mostrado uma tendência de hibridização do repertório gastronômico na região rural do município de Nossa Senhora da Glória. Ao fim desse estudo, constamos que o repertório gastronômico do sertão sergipano é caracterizado como sendo um importante patrimônio cultural, uma vez que comunicam questões identitárias, geográficas, históricas e culturais do povo sertanejo.

PALAVRAS-CHAVE: Repertório alimentar; cultura sertaneja; patrimônio cultural.

Publicado
2020-07-05
Como Citar
Lima, J. S., Santos, L. de F. M., & Silva, G. T. (2020). Saberes e fazeres gastronômico de mulheres de comunidades rurais do semiárido sergipano. Diversitas Journal, 5(3), 1924-1941. https://doi.org/10.17648/diversitas-journal-v5i3-1039
Seção
Ciências Humanas e Sociais Aplicadas