O monitoramento do espaço escolar: a utilização de câmeras de vigilância nas aulas de geografia

  • Fernando Camillo Santos Cano Mestrando em Geografia UNESP Rio Claro

Resumo

RESUMO: A sociedade contemporânea a partir do meio técnico-cientifico-informacional difundiu novas tecnologias garantindo o maior acesso a informação e ao conhecimento. O conhecimento garantiu a evolução e desenvolvimento das relações socioeconômicas, que ao mesmo tempo, impôs formas de vigilância e controle sobre a sociedade. As câmeras de segurança e/ou vigilância se encontram, cada vez mais, presentes no cotidiano das pessoas, principalmente, motivadas pela cultura do medo e insegurança, onde ser monitorado se faz necessário para assegurar a reprodução humana em meio ao aprofundamento das desigualdades sócio-espaciais. Tendo como recorte espacial e de inserção uma rede particular de ensino do município de Rio Claro-SP objetiva-se no presente artigo estabelecer o relato e caracterização da utilização de câmeras de vigilância durante o processo de ensino-aprendizagem nas aulas de Geografia. A partir de uma abordagem qualitativa e dialética, utilizando-se da observação, descrição, compreensão e significado dos conhecimentos e analisar como a presença das câmeras de vídeo de monitoramento atrapalham os processos de desenvolvimento, interação e aprendizagem dos alunos do Ensino Fundamental II. Assim sendo, a presente pesquisa foi realizada inlocus em 2017, durante a disciplina de Estágio Supervisionado IV do Programa de Graduação do Instituto Biociências da UNESP, Rio Claro-SP, Brasil.

PALAVRAS-CHAVE: Vigilância por câmeras, Vigilância em escolas, Ensino de Geografia.

Publicado
2020-01-13
Como Citar
Cano, F. C. S. (2020). O monitoramento do espaço escolar: a utilização de câmeras de vigilância nas aulas de geografia . Diversitas Journal, 5(1), 523-530. https://doi.org/10.17648/diversitas-journal-v5i1-1028