TRABALHO IMATERIAL NO PROCESSO DE INDIVIDUALIZAÇÃO CONCECTANDO E DESCONECTANDO OS INDIVÍDUOS

  • Alysson Hubner

Resumo

O artigo procura analisar algumas das transformações do trabalho na sociedade contemporânea. O ensaio inicia com o questionamento do conceito de trabalho enquanto categoria fundamental para a sociologia em Offe (1989), e as transformações do significado social do trabalho a partir da análise de Beck (2003). A seguir são analisadas algumas das especificidades do trabalho imaterial em Gorz (2005), que indica a “mobilização total” e o “auto-empreendedor” como algumas das novas formas assumidas por esta forma de trabalho, sendo possível correlacioná-las ao processo de individualismo institucionalizado observado por Beck (2003), como um mecanismo que torna suscetível tais processos. O final do ensaio sugere que o trabalho imaterial pode ser analisado a partir de um duplo processo, que conecta os indivíduos a partir da desterritorialização da cooperação das empresas, mas que pode desconectá-los simultaneamente, a partir da interiorização do mercado (BECK, 2003), bem como da informalização analisada por Antunes (2007).
Publicado
2014-08-01
Seção
Artigos