Sintomas otológicos da disfunção temporomandibular: uma revisão da literatura

  • Mariana Lima Nobre Pinheiro (1) Mestranda, Centro Universitário CESMAC
  • Marcos Rossiter de Melo Costa (1) Mestrando, Centro Universitário CESMAC
  • Kevan Guilherme Nóbrega Barbosa Professor de Odontologia e do Mestrado Profissional Pesquisa em Saúde do Centro Universitário CESMAC
  • Diego Figueiredo Nóbrega Centro Universitário Cesmac

Resumo

O desequilíbrio da função muscular ou estrutural da articulação temporomandibular (ATM) pode acarretar na disfunção dessa articulação e causar sinais e sintomas diversos, sendo comumente vistas em pacientes com queixas otológicas. Dentre estes sintomas, os mais frequentemente relatados na literatura são otalgia, zumbido, plenitude auricular e vertigem. Objetivou-se com o presente estudo revisar a literatura sobre as relações entre as disfunções temporomandibulares (DTMs) e sintomas otológicos a fim de orientar os profissionais envolvidos a fazer uma adequada investigação e tratamento destes pacientes. Para isso, realizou-se uma revisão da literatura através do levantamento de informações em artigos de bases de dados científicos indexados em bases como Medline (via PubMed), LILACS (via BVS) e Scielo. A realização deste estudo identificou que as queixas otológicas e das DTMs possuem uma alta prevalência na população, e que a terapia para DTM é capaz de beneficiar os pacientes com sintomas otológicos. Assim, conclui-se que a equipe multiprofissional deve procurar avaliar e associar os sistemas estomatognático e auditivo baseando-se em amplo conhecimento sobre as DTMs para o diagnóstico dos sintomas otológicos secundários as DTMs.

 

Publicado
2019-06-04
Como Citar
Mariana Lima Nobre Pinheiro, Marcos Rossiter de Melo Costa, Kevan Guilherme Nóbrega Barbosa, & Nóbrega, D. F. (2019). Sintomas otológicos da disfunção temporomandibular: uma revisão da literatura. Diversitas Journal, 4(2), 686-696. https://doi.org/10.17648/diversitas-journal-v4i2.775
Seção
Dossiê Temático - Pesquisa em saúde: uma abordagem multidisciplinar