Bioprospecção de fungos micorrízicos arbusculares em solos de cultivo de mandioca (Manihot esculenta Crantz) em Girau do Ponciano Alagoas

  • Luiz Eduardo Bezerra Silva Universidade Estadual de Alagoas, Campus I.
  • Joice Késsia Barbosa dos Santos Universidade Estadual de Alagoas, Campus I.
  • Willian Cleisson Lopes de Souza Universidade Estadual de Alagoas, Campus I.
  • Luan Lucas Cardoso Lima Universidade Estadual de Alagoas, Campus I.
  • José Crisólogo de Sales Silva
  • Esmeralda Aparecida Porto Lopes

Resumo

Entre os macro e microrganismos mais relacionados ao sistema radicular das plantas, especificamente na rizosfera, estão os Fungos Micorrízicos Arbusculares (FMAs). O objetivo deste trabalho foi quantificar e identificar os glomerosporos de fungos micorrízicos arbusculares presentes na mandioca (Manihot esculenta Crantz) de diferentes produtores da região do assentamento Santa Isabel, localizado na cidade de Girau do Ponciano, Alagoas. A extração de glomerosporos se deu pela técnica de decantação e peneiramento aliados à centrifugação e flutuação em sacarose. As lâminas foram preparadas com amostras de todos os fungos morfologicamente diferentes encontrados em todos os tratamentos. Para identificação dos gêneros em lâminas foi utilizada a abordagem morfológica.  Foi utilizado álcool polivinílico e lactoglicerol (PVLG) em um lado da lâmina, no outro lado melzer mais PVLG, na proporção de 1: 1. Uma média de 36,9 esporos por 50g de solo foi obtida, num total de 689 glomerosporos. Através dos resultados obtidos é possível observar que existe um número considerável de FMA em solos onde há cultivo de mandioca onde na rizosfera do painço foram identificados 3 gêneros de fungos micorrízicos arbusculares: Glomus, Entrophospora e Ambispora. O gênero Glomus teve frequência relativa maior em comparação com os demais gêneros identificados na pesquisa. É possível concluir que existe um número considerável de FMAs, 689 glomerosporos ao todo, nos solos onde há cultivo de mandioca na região do Assentamento Santa Isabel.

Biografia do Autor

Luiz Eduardo Bezerra Silva, Universidade Estadual de Alagoas, Campus I.
Graduando em Ciências Biológicas pela UNEAL; Monitor voluntário da disciplina de anatomia e morfologia vegetal.
Joice Késsia Barbosa dos Santos, Universidade Estadual de Alagoas, Campus I.
Graduada em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Alagoas
Willian Cleisson Lopes de Souza, Universidade Estadual de Alagoas, Campus I.
Graduando em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Alagoas.
Luan Lucas Cardoso Lima, Universidade Estadual de Alagoas, Campus I.
Graduando em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Alagoas.
José Crisólogo de Sales Silva
Professor Titular; Universidade Estadual de Alagoas
Esmeralda Aparecida Porto Lopes
Professora Titular; Universidade Estadual de Alagoas

Referências

ARRUDA, M. R; ADÔNIS, M; PEREIRA, J. C. R. Amostragem e cuidados na coleta de solos para fins de fertilidade. Manaus – AM: Embrapa Amazônia ocidental: 1º Ed, 2014.

CHU, E.Y.; YARED, J.A.G.; MAKI, H.J.O. Efeitos da inoculação micorrizica e da adubação fosfatada em mudas de Vochysia máxima Ducke. Revista Árvore, Viçosa, MG, v.28, n.2, p.157-165, 2004.

CARRENHO, R. et al. Fungos micorrízicos arbusculares em agrossistemas brasileiros. In: SIQUEIRA, J. O. et al. Micorrizas: 30 anos de pesquisa no Brasil. 1. Ed. Lavras: UFLA, 2010. cap. 7, p. 215-249.

COLOZZI-FILHO, A.; NOGUEIRA, M. A. Micorrizas arbusculares em plantas tropicais: café, mandioca e cana-de-açúcar. In: SILVEIRA, A. P. D.; FREITAS, S. S. Microbiota do solo e qualidade ambiental. Campinas: Instituto Agronômico, 2007. p. 39-56.

DRIVER, J. D.; HOLBEN, W. E.; RILLIG, M. C. Characterization of glomalin as hyphal wall component of arbuscular mycorrhizal fungi. Soil Biol. Biochem., 37: 101-106, June, 2005.

FINLAY, R.D. Mycorrhizal fungi and their multifunctional roles. Mycologist, Vol. 18, Issue 2, 18:91-96, May, 2004.

GERDEMANN, J.W.; NICOLSON, T.H. Spores of mycorrhizal endogone species extracted from soil by wet sieving and decanting. transactions of the british mycological society. 46:235-244, June,1963.

INVAM. International culture collection of (vesicular) arbuscular mycorrhizal fungi. Disponível em: <http://invam.caf.wvu.edu/>. Acesso em: 13 do 05 de 2018.

MOREIRA, F.M.S.; SIQUEIRA, J.O. Microbiologia e bioquímica do solo. Lavras: Editora UFLA, 2006. 729p.

MIRANDA, J. C. C.; FIALHO, J. F.; MIRANDA, L. N. Importância da micorriza arbuscular para o cultivo da mandioca na região do Cerrado. Distrito Federal: EMBRAPA, 2005.

OLIVEIRA, V.M. de; SETTE, L.D.; GARBOGGINI, F. F. Preservação e Prospecção de Recursos Microbianos. Revista MultiCiencia: Construindo a História dos Recursos Naturais, N.7, Pág. 1-19, outubro de 2006.

PURIN, S. Fungos micorrízicos arbusculares: atividade, diversidade e aspectos funcionais em sistemas de produção de maçãs. 2005. 182 f. Dissertação (Mestrado em Ciência do Solo) – Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages, 2005.

RILLIG, M. C. Arbuscular mycorrhizae, glomalin and soil quality. Can. J. Soil Sci., 84: 355- 363, August, 2004.

SANTOS, J.G.D. Riqueza de fungos micorrízicos arbusculares no solo e o crescimento inicial de espécies arbóreas nativas. 2008. 80p. Tese – Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2008.

SANTOS, J.G.D.; SIQUEIRA, J.O.; MOREIRA, F.M. de S. Eficiência de fungos micorrízicos arbusculares isolados de solos de áreas de mineração de bauxita no crescimento inicial de espécies nativas. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.32, p.141-150, fevereiro de 2008.

SOUZA, E. D.; CARNEIRO, M. A. C.; PAULINO, H. B. Atributos físicos de um Neossolo Quartzarênico e um Latossolo Vermelho sob diferentes sistemas de manejo. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 40, n. 11, p. 1135-1139, novembro de 2005.

SCHENCK, N. C; PÉREZ, Y. Manual for the identification of VA mycorrhizal fungi. INVAM: University of Florida, Gainesville, 1988.

SCHEUBLIN, T.R. et al. Nonlegumes, legumes, and root nodules harbor different arbuscular mycorrhizal fungal communities. Applied and Environmental Microbiology, v.70, n. 10, p.6240 6246, Oct, 2004.

VANDENKOORNHUYSE, P. et al. Arbuscular mycorrhizal community composition associated with two plant species in a grassland ecosystem. Molecular Ecology, v.11, Issue 8, p.1555 1564, August, 2002.

Publicado
2019-02-15