Classes hospitalares: análise da garantia do direito à educação frente à necessidade de aplicabilidade

  • Paulo Ricardo Silva Lima
  • Kleytonn Giann Silva de Santana
  • Renata Souza de Lima

Resumo

Hospital classes: analysis of the guarantee of the right to education against the need for applicability


RESUMO: A educação é um direito que todo cidadão brasileiro deve ter, cabendo à união, estados e municípios em consonância com outros órgãos públicos, desenvolver estratégias e políticas que viabilizem o acesso de todos sem quaisquer distinções, como bem preconizado na Carta Magna vigente. Todavia, a concretização desse direito nas dependências hospitalares em todas as regiões do Brasil não é contemplada, concorrendo para um distanciamento entre o indivíduo e o acesso ao conhecimento e formação continuada. Em Alagoas, apesar da Constituição estadual bem como a resolução nº 01/2016 afirmarem que a educação deve ser contemplada nas unidades hospitalares, não há efetividade desse direito, sendo necessário por tanto, de políticas eficientes que concretizem esse direito previsto no papel. Diante do exposto, o presente trabalho tem como objetivo principal analisar os dispositivos legais que garantem o direito à educação no âmbito hospitalar, tendo como parâmetro o estudo de leis, decretos e resoluções sobre a matéria que são (ou deviam ser) aplicados na cidade de Maceió-AL. A metodologia utilizada para a viabilidade da pesquisa foi à revisão bibliográfica e documental, sendo usados estudos de notória relevância científica abordados em livros, documentos e outras fontes acessíveis.

 

PALAVRAS-CHAVE: Educação. Direito. Saúde.

 

ABSTRACT: Education is a right that every Brazilian citizen should have, with the union, states and municipalities in line with other public agencies, to develop strategies and policies that enable everyone's access without any distinctions, as recommended in the current Magna Carta. However, the realization of this right in hospital dependencies in all regions of Brazil is not contemplated, competing for a distance between the individual and access to knowledge and continuing education. In Alagoas, despite the state constitution and resolution 01/2016 affirming that education should be contemplated in hospital units, there is no effectiveness of this right, and therefore, it is necessary for efficient policies to realize this right foreseen in the paper. In view of the above, the main objective of this study is to analyze the legal provisions that guarantee the right to education in the hospital environment, having as a parameter the study of laws, decrees and resolutions on the subject that are (or should be) applied in the city of Maceió-AL. The methodology used for the feasibility of the research was the bibliographical and documentary review, being used studies of notorious scientific relevance addressed in books, documents and other accessible sources.

 

KEY WORDS: Education. Right. Cheers.

Referências

ALAGOAS. Constituição (1989). Constituição do Estado de Alagoas. - 3. ed. rev. e ampl. Maceió : Governo do Estado de Alagoas, 2013;

ALAGOAS. Lei orgânica do município de Maceió, Alagoas de 02 de abril de 1990. Disponível em: < https://leismunicipais.com.br/lei-organica-maceio-al>. Acesso em: 04 nov. 2018;

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. – 49. Ed. – Brasília, Ed. Brasília: câmara dos deputados, edições câmara 2016;

BRASIL. Lei Federal n. 8069, de 13 de julho de 1990. Estatuto da Criança e do Adolescente. – 7.ed. – Brasília: Câmara dos Deputados, Edições Câmara, 2010;

BRASIL. Ministério da Educação. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional - Lei nº 9.394. Brasília, DF, 1996. Disponível em:<http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9394.htm>. Acesso em: 10 ago. 2018;

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial. Política Nacional de Educação Especial. Brasília: MEC/SEESP, 1994;

CECCIM, Ricardo Burg. Classe Hospitalar: encontros da educação e da saúde no ambiente hospitalar. Pátio, v. 3, nº 10, p.41-44, ago/out. 1999;

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE MACEIÓ. Resolução Cme Nº. 01/2016. Disponível em: < http://www.maceio.al.gov.br/wp-content/uploads/leticiasecom/pdf/2016/02/Diario_Oficial_03_02_16_PDF.pdf>. Acesso em: 28 out. 2018;

FRIESTINO, Jane Kelly Oliveira; REZENDE, Roseli; LORENTZ, Leandro Homrich; et al. Mortalidade por câncer de próstata no Brasil: Contexto histórico e perspectivas. Revista Baiana de Saúde Pública, v. 37, n. 3, p. 688–701, 2013.

INCA. Instituto Nacional de Câncer - Estimativa 2018 - Síntese de Resultados e Comentários. Disponível em: <http://www.inca.gov.br/estimativa/2018/sintese-de-resultados-comentarios.asp>. Acesso em: 17 nov. 2018.

MONTEIRO, Carlos Augusto. Velhos e novos males da saúde no Brasil: a evoluçäo do país e de suas doenças. In: Velhos e novos males da saúde no Brasil: a evoluçäo do país e de suas doenças. 1995.

MOREIRA, Martha Cristina Nunes; ALBERNAZ, Lidianne Vianna; SÁ, Miriam Ribeiro Calheiros de; et al. Recomendações para uma linha de cuidados para crianças e adolescentes com condições crônicas complexas de saúde. Cadernos de Saúde Pública, v. 33, n. 11, 2017. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2017001103001&lng=pt&tlng=pt>. Acesso em: 27 out. 2018;

MOURA, Erly Catarina de; MOREIRA, Martha Cristina Nunes; MENEZES, Lívia Almeida; et al. Complex chronic conditions in children and adolescents: hospitalizations in Brazil, 2013. Ciência e Saúde Coletiva, v. 22, n. 8, p. 2727–2734, 2017. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/csc/v22n8/1413-8123-csc-22-08-2727.pdf>. Acesso em: 11 nov. 2018;

OLIVEIRA, Linda marques de;FILHO, Vanessa Cristiane de Souza; GONÇALVES, Adriana Garcia. A classe hospitalar e a prática da pedagogia. Revista Científica Eletrônica de Pedagogia;

ONO, Regiane Hissayo; PAULA, Ercília Maria Angeli Teixeira de. Políticas Públicas destinadas ao atendimento pedagógico hospitalar: a visibilidade e invisibilidade destes trabalhos no Paraná. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO - EDUCERE, 2013, Curitiba. Anais... . Curitiba: Pucpr, 3013. p. 27619 - 27632. Disponível em: <http://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2013/6966_4147.pdf>. Acesso em: 20 out. 2018;

SARI, Marisa Timm. A organização da educação nacional. In Direito à educação: uma questão de justiça. Org. Wilson Donizeti Liberati. São Paulo: Malheiros, 2004;

SAÚDE, Ministério da. Carta dos direitos dos Usuários da saúde. Brasília, 2011. Disponível em: <http://www.saude.gov.br/editora>. Acesso em: 10 nov. 2018;

SAÚDE, Ministério da. Politica Nacional de Humanização. Brasília, 2013.

SAÚDE, ministério da. Princípios do SUS. Disponível em: <http://portalms.saude.gov.br/sistema-unico-de-saude/principios-do-sus>. Acesso em: 17 nov. 2018.

SILVA, Luiz Anildo Anacleto; SODER, Rafael Marcelo; LEITE, Marinês Tabara; et al. Gestão da atenção à saúde de usuários com doenças crônicas e degenerativas. Saúde Santa Maria, v. 42, n. 1, p. 67–74, 2016.

SOUZA, Amaralina Miranda de. A formação do Pedagogo para o trabalho no contexto hospitalar: a experiência da Faculdade de Educação da UnB. Linhas Críticas, Brasília, DF, v. 17, n. 33, p. 251-272, maio/ago. 2011.

Publicado
2019-02-17