A educação do campo e a educação popular: há aproximações?

  • Maria Aparecida Vieira de Melo Universidade Federal de Pernambuco; Universidade Federal da Paraíba; Universidade Federal Rural de Pernambuco

Resumo

RESUMO: O presente artigo partiu do interesse em identificar como vem ocorrendo a prática pedagógica dos educadores no campo pelo ideário da educação do campo e da educação popular. Atualmente a educação do campo vem sendo ressignificada em seu contexto político, cultural e econômico, sendo assim, é importante dialogar sobre, agregando a necessidade que emerge de uma discussão mais aproximada com a educação popular. Assim, como os estudiosos sobre o campo pensam a educação do campo? Neste interesse, a metodologia desenvolveu-se a partir de uma pesquisa bibliográfica acerca da educação do campo, da educação popular e da prática pedagógica. Com esta finalidade foi possível entender como pensam os pesquisadores sobre o contexto do campo e suas especificidades. A luz de alguns pesquisadores como Arroyo (2005); Molina (2006); Caldart (2002); Wanderley (2010) e outros foram possíveis confrontar o contexto empírico com as possibilidades defendidas pelos autores como alternativas metodológicas que corroboram para o processo de aprendizagem, de valorização da cultura, da identidade e do contexto em que se desenvolve a educação do campo. A educação do campo e a educação popular possuem aproximações teoricamente, sendo estas pertinentes para que se desenvolva de fato nas escolas do campo, as quais muitas delas possuem uma prática tradicional, meramente urbanocêntrica.

PALAVRAS-CHAVE: Prática Pedagógica, escola do campo, diálogo.


ABSTRACT: This article came from interest in identifying as it has the pedagogical practice of educators in the field through the opposing ideas of education and popular education. Currently the education field has been re-signified in its political, cultural and economic context, therefore, it is important to talk about, adding the need emerging from a closer discussion with the popular education. As well as scholars of the countryside think education field? This interest, the methodology developed from a bibliographical research about the field of education, popular education and teaching practice. To this end it was possible to understand how researchers think about the context of the field and its specificities. The light of some researchers as Arroyo (2005); Molina (2006); Caldart (2002); Wanderley (2010) and others were possible confront the empirical context with the possibilities advocated by the authors as methodological alternatives that support for the process of learning, appreciation of culture, identity and context in which it develops the education field. The rural education and popular education have theoretically approached, which are relevant in order to develop actually in the schools of the field, which many of them have a traditional practice, merely urbanocêntrica.

KEYWORDS: Teaching Practice, field school, dialogue.

RESUMO: O presente artigo partiu do interesse em identificar como vem ocorrendo a prática pedagógica dos educadores no campo pelo ideário da educação do campo e da educação popular. Atualmente a educação do campo vem sendo ressignificada em seu contexto político, cultural e econômico, sendo assim, é importante dialogar sobre, agregando a necessidade que emerge de uma discussão mais aproximada com a educação popular. Assim, como os estudiosos sobre o campo pensam a educação do campo? Neste interesse, a metodologia desenvolveu-se a partir de uma pesquisa bibliográfica acerca da educação do campo, da educação popular e da prática pedagógica. Com esta finalidade foi possível entender como pensam os pesquisadores sobre o contexto do campo e suas especificidades. A luz de alguns pesquisadores como Arroyo (2005); Molina (2006); Caldart (2002); Wanderley (2010) e outros foram possíveis confrontar o contexto empírico com as possibilidades defendidas pelos autores como alternativas metodológicas que corroboram para o processo de aprendizagem, de valorização da cultura, da identidade e do contexto em que se desenvolve a educação do campo. A educação do campo e a educação popular possuem aproximações teoricamente, sendo estas pertinentes para que se desenvolva de fato nas escolas do campo, as quais muitas delas possuem uma prática tradicional, meramente urbanocêntrica.

 

PALAVRAS-CHAVE: Prática Pedagógica, escola do campo, diálogo.

 

ABSTRACT:This article came from interest in identifying as it has the pedagogical practice of educators in the field through the opposing ideas of education and popular education. Currently the education field has been re-signified in its political, cultural and economic context, therefore, it is important to talk about, adding the need emerging from a closer discussion with the popular education. As well as scholars of the countryside think education field? This interest, the methodology developed from a bibliographical research about the field of education, popular education and teaching practice. To this end it was possible to understand how researchers think about the context of the field and its specificities. The light of some researchers as Arroyo (2005); Molina (2006); Caldart (2002); Wanderley (2010) and others were possible confront the empirical context with the possibilities advocated by the authors as methodological alternatives that support for the process of learning, appreciation of culture, identity and context in which it develops the education field. The rural education and popular education have theoretically approached, which are relevant in order to develop actually in the schools of the field, which many of them have a traditional practice, merely urbanocêntrica. KEYWORDS: Teaching Practice, field school, dialogue. <w:LsdException Locked="false" Prior

Biografia do Autor

Maria Aparecida Vieira de Melo, Universidade Federal de Pernambuco; Universidade Federal da Paraíba; Universidade Federal Rural de Pernambuco
EDUCAÇÃO

Referências

ARROYO, M.G. Apresentação. In: CALDART, R.S. Pedagogia do Movimento Sem-Terra: escola é mais do que escola. Petrópolis: Vozes, 2015.

BRASIL. Lei de diretrizes e bases da educação. 20 de dez de 1996.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 11. ed. São Paulo: Hucitec, 2008.

VERDÉRIO, Alex; BORGES, Liliam Faria Porto; SILVA, Janaine Zdebski da. A educação do campo e a educação popular. Disponível em www.google.com.br Acesso 22. Fev. 2015.

WANDERLEY, Luiz Eduardo W. Educação Popular: metamorfoses e veredas. São Paulo: Cortez, 2010.

Publicado
2019-02-17
Como Citar
Melo, M. A. V. de. (2019). A educação do campo e a educação popular: há aproximações?. Diversitas Journal, 4(1), 137-142. https://doi.org/10.17648/diversitas-journal-v4i1.611