Hidrogênio, o combustível do futuro

  • Anderson Soares de Almeida Universidade Estadual de Alagoas-UNEAL.
  • Josefa Geane de Souza Graduada em Licenciatura em Química na Universidade Estadual de Alagoas. Secretária de Educação de Campo Alegre-AL
  • Luiz Carlos Neto Madeiro Universidade Estadual de Alagoas.
  • Marília Layse Alves da Costa Universidade Estadual de Alagoas.
  • Amanda Lima Cunha Universidade Federal de Alagoas
  • Millena Araujo Rodrigues Universidade Estadual de Alagoas.
  • Aldenir Feitosa dos Santos Universidade Estadual de Alagoas e Centro Universitário Cesmac.

Resumo

Com a evolução dos recursos energéticos e a grande utilização dos combustíveis fósseis, a emissão de gases poluentes como o dióxido de carbono, cresceu gradativamente agravando o aquecimento global, causado serias preocupações com o futuro do planeta. O hidrogênio surge como um vetor energético que apresenta propriedades que o coloca como o combustível do futuro, numa possível substituição dos combustíveis fósseis. Dentre essas propriedades destaca-se o fato de não emitir gases poluentes na atmosfera, uma vez que em sua combustão há apenas a liberação de água e energia. O presente trabalho objetivou realizar um levantamento bibliográfico de artigos publicados entre 2013 e 2017 nas bases Scielo, Google Acadêmico e Periódico Capes, sofre as técnicas de produção de hidrogênio.  Entre os métodos de obtenção de hidrogênio destaca-se a eletrólise da água ou mesmo por métodos biológicos por espécies de bactérias fotossintetizantes, cianobactérias ou algas e métodos fermentativos. Pesquisas que envolvam os mais variados aspectos na implantação da economia de hidrogênio devem ser intensificadas para a maior viabilidade de suas tecnologias e possível introdução deste combustível nas matrizes energéticas do mundo.

Biografia do Autor

Anderson Soares de Almeida, Universidade Estadual de Alagoas-UNEAL.
Graduando em Licenciatura em Química.Bolsista de Iniciação Científica PIBIC-FAPEAL. Linha de pesquisa fitoquímica.
Josefa Geane de Souza, Graduada em Licenciatura em Química na Universidade Estadual de Alagoas. Secretária de Educação de Campo Alegre-AL
Graduada em Licenciatura em Química na Universidade Estadual de Alagoas. Secretária de Educação de Campo Alegre-AL
Luiz Carlos Neto Madeiro, Universidade Estadual de Alagoas.
Graduado em Licenciatura em Química na Universidade Estadual de Alagoas. Secretária de Educação de Campo Alegre-AL
Marília Layse Alves da Costa, Universidade Estadual de Alagoas.
Graduanda em Ciências Biológicas na Universidade Estadual de Alagoas.
Amanda Lima Cunha, Universidade Federal de Alagoas
Mestranda em Agricultura e Ambiente na Universidade Federal de Alagoas.
Millena Araujo Rodrigues, Universidade Estadual de Alagoas.

Graduanda em Ciências Biológicas na Universidade Estadual de Alagoas.

Aldenir Feitosa dos Santos, Universidade Estadual de Alagoas e Centro Universitário Cesmac.
Pós-doutorado em Compostos Bioativos, Universidade Estadual de Alagoas e Centro Universitário Cesmac.

Referências

ADARME, Oscar Fernando Herrera. Produção de metano e hidrogênio com hidrolisados gerados no tratamento oxidativo do bagaço de cana-de-açúcar. 2015.

BESSA, L. P. et al. Produção de hidrogênio através do uso de bactéria púrpura não sulfurosa Rhodopseudomona Palustris. Blucher Chemical Engineering Proceedings, v. 1, n. 1, p. 670-674, 2014.

BRAGA, Lúcia Bollini. Aspectos técnico, econômicos e ecológicos de processos de produção de hidrogênio. 2014.

Cura Para La Ceguera Sólo Podría Provenir de Las Algas. Disponível em: https://www.tierrapost.net/cura-para-la-ceguera-solo-podria-provenir-de-las-algas/ e acessado em 27|12| 17.

DA SILVA, Inara Amoroso. Hidrogênio: Combustível do Futuro. Ensaios e Ciência: C. Biológicas, Agrárias e da Saúde, v. 20, n. 2, p. 122-126, 2016.

DE SÁ, V.; CAMAROTAN, M. C.; FERREIRA-LEITÃO, V. S. Produção de hidrogênio via fermentação anaeróbia–aspectos gerais e possibilidade de utilização de resíduos agroindustriais brasileiros. Química Nova, v. 37, n. 5, p. 857-867, 2014.

DOS SANTOS, Kenia Gabriela et al. FERMENTAÇÃO ANAERÓBIA: UMA ALTERNATIVA PARA A PRODUÇÃO DE HIDROGÊNIO¹. Revista Brasileira de Energias Renováveis, v. 1, p. 1-12, 2012.

Explicatorium. Disponível em: http://www.explicatorium.com/cfq-7/transformacoes-corrente-eletrica.html e acessado em 12|01|18.

Editoriais|Ciência e Tecnologia.Disponível em: http://www.ecodesenvolvimento.org/posts/2012/janeiro/pesquisadoras-da-usp-estudam-biodiesel-a-partir-de e acessado em 27|12|17.

GOLDEMBERG José. Energia e Sustentabilidade. Revista de Cultura e Extensão USP, v. 14, p. 33-43, 2015.

GALLINA, André L.; DIAS, Bianca V.; RODRIGUES, Paulo Rogério P. Aplicação de aços inoxidáveis na geração de hidrogênio como combustível. Revista Virtual de Química, v. 6, n. 2, p. 224-234, 2014.

Infopédia Dicionários Porto Editora, Artigos de Apoio. Disponível em: https://www.infopedia.pt/$cianobacterias e acessado em 12|01|18.

JARA, Abraham Ríos et al. UTILIZAÇÃO DE ACIDOS ORGÂNICOS POR CONSÓRCIOS FOTOHETEROTRÓFICOS GERADORES DE H2.

Pinterest . O catálogo de ideias do mundo todo. Disponível em: https://br.pinterest.com/pin/108860515967655361/ e acessado em 12|01|18.

SILVA, Rayssa Guimarães; DO CARMO, Marlon José. ENERGIA SOLAR FOTOVOLTAICA: UMA PROPOSTA PARA MELHORIA DA GESTÃO ENERGÉTICA. InterSciencePlace, v. 12, n. 2, 2017.

SIGMA-ALDRICH.Disponível em:https://www.fishersci.pt/pt/en/catalog/search/products?keyword=Honeywell+ACS&nav=&page=2&offset=30 e acessado em 20|02|18.

Vargas RA, Chiba R, Franco EG, Seo ESM. Hidrogênio: O Vetor Energético do Futuro? Centro de Ciências e Tecnologia de Materiais (CCTM). Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN). Universidade de São Paulo (USP).

Publicado
2019-06-02
Como Citar
Almeida, A. S. de, Souza, J. G. de, Madeiro, L. C. N., Costa, M. L. A. da, Cunha, A. L., Rodrigues, M. A., & Santos, A. F. dos. (2019). Hidrogênio, o combustível do futuro. Diversitas Journal, 4(2), 356-366. https://doi.org/10.17648/diversitas-journal-v4i2.593